Como assim o Homem-Aranha vai ganhar uma IRMÃ?

A Marvel Comics anunciou hoje uma nova graphic novel para o mercado americano, que deverá sair em Maio do ano que vem. Intitulada Family Bussiness (Negócios de Família), o projeto terá roteiros de Mark Waid e James Robinson, ambos vencedores do prêmio Eisner, e artes do ótimo Gabriele Dell’otto e se focará no Homem-Aranha. E na sua irmã (?).

Na trama da graphic novel, o Rei do Crime está pensando em expandir o seu sindicato do crime para um nível global. Quando o próprio Peter Parker (não o Homem-Aranha) é alvo de um ataque, as cosias começam a ficar realmente dramáticas. Porém, antes que o pior aconteça, uma misteriosa mulher dirigindo um conversível salva o jovem cientista e se apresenta como Teresa Parker, sua irmã.

“[Teresa] é a anti-Peter. Ela tem tudo sobre controle e é malandra pra caramba. Ela é como a Modesty Blaise“, explica Waid. Obviamente, Teresa fornecerá novos detalhes sobre a vida dos pais de Peter e também sobre a morte de ambos. O motivo dela não ter sido criada com os tios Ben e May ainda é um mistério – uma coisa que está clara, pelo menos, é que a graphic novel se passará ANTES dos eventos de Superior Spider-Man, portanto é o Peter Parker mesmo ali e não o Dr. Octopus.

Confira abaixo um trailer e uma arte da graphic novel:

family bussiness

“[A graphic novel] é realmente focada no fato do Peter ser puxado pra essa vida de agente super-secreto tipo James Bond que os pais dele abandonaram É sempre divertido colocar Peter Parker me situações onde ele fica sobrecarregado. O Peter é geralmente mais interessante quando ele é o mais ordinário possível, exceto pela mordida da aranha. Essa é a única coisa absurda que já aconteceu com ele. Uma das razões de não termos explorado várias histórias não contadas sobre a sua família é o perigo que obviamente existe em torná-lo um pouco complicado e tirar o lado mais ‘normal’ do Peter. Se você revelar que os pais dele eram Skrulls ou que a Tia May é realmente a mãe dele e não a tia, parece que você está acabando com o Zé Ninguém que o Peter é. E nós conseguimos evitar esse problema na graphic novel“, disse Mark Waid.

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...