Ataque terrorista em Paris mata 4 dos mais influentes chargistas da atualidade

Leandro de Barros

  quarta-feira, 07 de janeiro de 2015

Ataque terrorista em Paris mata 4 dos mais influentes chargistas da atualidade

Charb, Cabu, Tignous e Georges Wolinski são mortos em ataque terrorista na França

Se você não está vivendo debaixo de uma pedra, deve ter ouvido falar sobre o ataque terrorista que aconteceu hoje (07/01) em Paris, na sede da revista satírica Charlie Hebdo.

Segundo a polícia francesa, três atiradores entraram na sede da publicação nessa quarta-fera e atacaram os presentes com rifles automático, deixando 12 mortos e mais 10 feridos.

Dentre os mortos, estão Charb, Cabu, Tignous e Georges Wolinski, quatro dos mais influentes chargistas da atualidade. O quarteto usava dos seus quadrinhos como fonte de protesto e crítica social à diferentes segmentos da sociedade, incluindo política e religião, tendo um viés mais acentuado de esquerda.

A Charlie Hebdo já havia sido alvo de um ataque após publicar uma charge do profeta Maomé, ofendendo islâmicos extremistas e tinha sua sede protegida pela polícia desde 2006.

Charb, nome artístico de Stéphane Charbonnier, tinha 47 anos e era o diretor da revista. Desde 2013 ele estava na lista de mais procurados da Al-Qaeda.

Dentre os 4, dois nomes se destacam pela sua influência em quadrinistas do mundo todo: Georges Wolinski e Cabu (Jean Cabut). Os dois começaram a carreira durante os anos 60 e co-fundaram a revista satírica Hara-Kiri, tendo bastante influência durante as revoltas estudantis que marcaram o fim dos anos 60 na França.

Com 58 anos, Tignous (Bernard Velhac) desenhava em diversas revistas francesas, como a Fluide glacial, e teve sua carreira iniciada em 1991.

charlie hebdo


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários