A DC acabou de lançar sua primeira heroína bissexual e não avisou?

Leandro de Barros

  quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

A DC acabou de lançar sua primeira heroína bissexual e não avisou?

Novidade em Catwoman #39 aumenta leque de representatividade nas HQs da DC

Spoilers sobre Catwoman #39 abaixo.

catwoman 38

A DC já teve uma revista mensal protagonizada por uma personagem heterossexual – de fato, a maioria é. A DC já teve uma revista mensal protagonizada por uma personagem homossexual – o exemplo mais recente é Batwoman. Porém, uma HQ protagonizada por uma personagem bissexual, ainda é novidade.

Ou talvez não.

Tradicionalmente, Selina Kyle sempre foi retratada como heterossexual – inclusive, na sua primeira edição pós-Os Novos 52, a Mulher-Gato faz sexo com o Batman numa cena que causou bastante polêmica na época. Atualmente, em Os Novos 52, Selina deixou o papel de Mulher-Gato e se tornou uma chefona do crime de Gotham, liderando a família Calabrese.

Quem assumiu o “manto” da anti-heroína foi Eiko Hasigawa, que é filha justamente do chefe da família rival da de Selina, o que gera uma dinâmica interessante entre as duas.

Na edição de Mulher-Gato desse mês, porém, as coisas subiram de nível:

catwoman 39 01 catwoman 39 02 catwoman 39 03

Ontem, a roteirista Genevieve Valentine já havia dito no Twitter que vinha coisa importante por aí e garantiu que é tudo “oficial”:

Com isso, Selina Kyle pode ser a primeira “personagem-título” bissexual da DC Comics, aumentando o leque de representatividade dentro das suas HQs mensais.

via BleedingCool


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários