2 homens são presos no Japão após roubar 320 cartas de Yu-Gi-Oh!

Contrariando todos os ensinamentos de Os Cavaleiros do Zodíaco, One Piece, Naruto e praticamente todos os outros shonens da Shonen Jump, uma dupla de rapazes japoneses desdenharam do poder da amizade ao sacanear um amiguinho mais novo da maneira mais vil que pode ocorrer no Japão.

Em FEVEREIRO desse ano, um adolescente de 15 anos, residente da cidade de Kobe, voltou pra casa apenas para descobrir que a sua coleção de 320 cartas de Yu-Gi-Oh! foi roubada. Agora, quatro meses depois, os culpados pelo crime foram descobertos nas figuras de dois amigos do adolescente, ambos com 20 anos de idade.

Basicamente, os elementos foram visitar a vítima em casa num momento onde o jovem não estava lá. Eles aguardaram um pouco pra ver se o garoto chegava e se distraíram vendo a coleção de cartas de Yu-Gi-Oh! que o rapaz tinha. Foi então que a mente criminosa de ambos começou a funcionar – afinal, algumas cartas colecionáveis do jogo podem falar um dinheiro legal no Japão e a coleção tinha 320 delas! Dominados pela ganância, a dupla de salafrários se apoderou da coleção e saiu da residência.

No começo da semana, os dois larápios foram presos pela polícia japonesa – eu espero que numa operação especial com pelo menos uns três duelos contra agentes especiais da polícia – e confessaram o furto com a intenção de revender essas cartas, cujo valor estimado chega a cerca de R$1500, ou 70 mil ienes na Terra do Sol Nascente – uma mixuruca quando consideramos que estamos falando do VALOR DE UMA AMIZADE.

O jornal japonês Kobe Shinbun infelizmente não revela se as cartas foram recuperadas e devolvidas para o seu dono, mas a gente espera que sim e que o garoto possa continuar com a filosofia de confiar no coração das cartas – afinal, depois dessa, é a única coisa em que ele vai poder confiar por um tempo.

via ANN

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...