Os dinossauros de Jurassic World

Luiz Alexandre Andrade
@luizalexandre82

  sexta-feira, 12 de junho de 2015

Coluna /// História em Cartaz História em Cartaz

Os dinossauros de Jurassic World

Jurassic World estreia nesta sexta-feira nos cinemas

O parque está aberto, minha gente. Jurassic World já está em exibição nos cinemas trazendo mais uma vez os dinossauros digitais que ganharam o coração de muitos fãs desde Jurassic Park (1993), o primeiro filme da série.

Dinossauros são criaturas fantásticas e povoam nossa imaginação. Quem, quando criança, não ficou fascinado com esses “monstros” pré-históricos, não é mesmo? Com Jurassic Park, pela primeira vez no cinema, víamos uma representação mais real desses animais. Os filmes seguintes apresentaram novos dinossauros ao público e agora Jurassic World, traz novos dinos personagens.

Que tal embarcarmos num passeio pelo “Mundo Jurássico” e conhecermos os dinossauros do cinema? Abaixo você verá os animais que são as estrelas de Jurassic World.

Vamos começar nosso passeio pelos campos abertos da Ilha Nublar. Na paisagem verdejante podemos encontrar:

6

Tricerátops (Triceratops horridus)

O Tricerátops é um dos dinossauros mais famosos. Possuía no crânio uma enorme placa óssea e ostentava três chifres. Este dinossauro que habitou o oeste da América do Norte viveu durante o período Cretáceo, há 66-144 milhões de anos. Era uma espécie quadrúpede e herbívora medindo até 9 metros de comprimento e 3 metros de altura. Triceratops horridus, em latim, significa “cabeça com três chifres”. O primeiro fóssil desse animal foi encontrado em 1887, em Denver, no Colorado.

2

Anquilossauro (Ankylosaurus magniventris)

O Anquilossauro foi um dinossauro herbívoro que habitou o oeste da América do Norte durante o período Cretáceo. Quadrúpede, o Anquilossauro possuía uma estrutura corporal de fácil identificação. Seu nome, em latim, significa “lagarto fundido” devido a rigidez provocada pelo conjunto de ossos que criavam uma espécie de armadura corpórea. O animal podia chegar até aos 9 metros de comprimento de 2 metros de altura. Na ponta da sua cauda existia uma “bola” óssea cujo golpe poderia ter até duas toneladas de força.

3

Apatossauro (Apatosaurus)

Este é um dos gigantes da Era Mezosoica. O Apatossauro é um dinossauro do grupo dos saurópodes (dinos herbívoros de pescoço longo) que habitou o oeste da América do Norte há 150 milhões de anos durante o Jurássico. Seu nome em latim significa “lagarto falso”. O Apatossauro podia medir até 23 metros de comprimento e 10 metros de altura podendo pesar até 36 toneladas.

Saindo dos campos verdejantes do Jurassic World vamos agora as áreas onde os dinossauros mais perigosos vivem confinados entre cercas eletrificadas. Com vocês, as estrelas ferozes do parque:

7

Tiranossauro Rex (Tyranosaurus rex)

Um dos dinossauros mais conhecidos, o Tiranossauro Rex (T-Rex) era uma espécie carnívora, bípede que habitou o oeste da América do Norte durante o período Cretáceo. O T-Rex podia chegar até 12 metros de comprimento e 5 metros de altura. O título “Rex” (“rei” em latim) foi dado ao animal, pois durante um longo tempo foi considerado o maior dinossauro carnívoro, perdendo o posto para o Espinossauro (Spinosaurus aegyptiacus).

Em Jurassic Park, uma das formas de evitar um ataque do T-Rex era ficando apenas parado, assim o animal não conseguia ver sua presa. Na verdade, estudos mais recentes já derrubaram esse mito. Provavelmente, o Tiranossauro além de ter tido uma excelente visão, possuía uma cavidade nasal cujos estudiosos afirmam que o animal poderia sentir cheiro de carniça a quilômetros de distância. Então, antes de visitar o parque, tome um banho.

1

Velociraptor (Velociraptor mongoliensis)

Este dinossauro de espécie bípede e carnívora  viveu no final do período Cretáceo e seus fosseis foram encontrados na Mongólia. Os filme da série Jurassic Park popularizaram a espécie, mas o que vemos representado é bem diferente do que foi o Velociraptor na realidade.

Para começar, o Velociraptor era muito menor podendo até medir 2 metros de comprimento e meio metro de altura. Além disso, as últimas descobertas sobre o animal provam que o Velociraptor tinha o corpo coberto por penas, semelhantes as aves de hoje. Provavelmente o que vemos representados nos filmes é baseado no Deinonico (Deinonychus) que podia ter até 1,20 metros de altura e 3 metros de comprimento.

O animal possuía uma garra em forma de foice em cada pata traseira.

O verdadeiro Velociraptor numa ilustração de Adam S. Smith (2012)

O verdadeiro Velociraptor numa ilustração de Adam S. Smith (2012)

Não é dinossauro, mas tá lá…

O parque de Jurassic World não é apenas habitado por dinossauros, mas por espécies de repteis aquáticos e voadores que conviveram junto com os dinos. Confira alguns deles:

4

Mosassauro (Mosasaurus hoffmannii)

O Mosassauros, cujo nome em latim significa “réptil do Rio Mosa”, habitou o oceano Atlântico durante o Cretáceo. Podia medir até 18 metros de comprimento e pesar 15 toneladas. Era uma espécie carnívora que se alimentava de peixes, aves e de até outros répteis marinhos.

5

Pteranodonte (Pteranodon longiceps)

O Pteranodonte pertencia ao grupo de répteis voadores denominados de Pterossauros. Essa espécie podia atingir até 5,4 metros de envergadura, maior do que qualquer ave conhecida. Espécie carnívora, esse animal habitou a América do Norte e a Europa durante o Cretáceo e alimentava-se de peixes.

Sobre » História em Cartaz

Fatos, curiosidade e referências históricas de filmes, séries de TV, games e livros você encontra aqui no História em Cartaz, a coluna que vai te mostrar que Historia não é um assunto chato.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários