Florence Nightingale, a “Dama da Lâmpada”

Assassin’s Creed: Syndicate trouxe uma gama de personagens históricos que interagem com o jogador. Nomes famosos como Karl Marx, Charles Darwin e a Rainha Vitória figuram o novo jogo da série. Porém estes não foram os únicos nomes históricos que ilustram o game, onde vale à pena destacar o nome da mulher que revolucionou a enfermagem, Florence Nightingale.

Florence nasceu em Florença no dia 12 de maio de 1820, porém ficou conhecida como a enfermeira britânica pioneira no tratamento dos soldados feridos em guerra. Filha de uma família rica, ela teve uma juventude confortável e foi educada pelo próprio pai, em casa, em diversos idiomas como o grego, latim, alemão, assim como história, matemática e filosofia.

Formou-se em uma instituição protestante em Kaiserswerth, na Alemanha, e depois transferiu-se para Londres, onde trabalhou como superintendente de um hospital de caridade. Mas foi na Guerra da Crimeia (1853-1856) que Florence realizou verdadeiras mudanças.

A Guerra da Crimeia

ACS_Florence_Nightingale_RenderEntre 1853 e 1856, um conflito envolveu o Império Russo de um lado e o Reino Unido, França, Reino da Sardenha e o Império Otomno do outro motivado pelas intenções expansionistas russas na península dos Bálcãs.

Em 1853, o czar Nicolau I com o intuito de proteger os lugares santos dos cristãos em Jerusalém, parte do Império Otomano, resolveu então invadir vários principados otamanos do Rio Danúbio. O sultão otomano buscou a ajuda do Reino Unido e da França. Posteriormente foi o Reino da Sardenha que declarou guerra contra a Rússia. A guerra começou de fato em 1854 e foi na península da Crimeia que as forças convergiram resultando em uma das batalhas mais sangrentas da História.

Um fato interessante sobre a Guerra da Crimeia é que o conflito trata-se do primeiro a ter cobertura em tempo real pelos jornalistas.  Informações eram enviadas diretamente por telégrafo para Londres, Paris e Berlim. Assim como as palavras, imagens das batalhas também deram dimensão ao horror que foi o conflito.

Salvando vidas

Florence Nightingale fez parte do corpo de enfermagem britânico como enfermeira-chefe do exército, em Scutari, Turquia. Porém o hospital onde Florence teve que atuar estava em péssimas condições: sujo, carente em suplementos hospitalares e infestado de ratos e pulgas. Ela notou que a falta de higiene e as doenças eram responsáveis pela grande mortandade dos soldados feridos e dessa maneira realizou trabalho de assistência aos enfermos e organizou toda a infra-estrutura hospitalar. Suas mudanças a tornaram conhecida e reduziram a taxa de mortalidade de 42,7 % para 2,2%.

Ao retornar da guerra, a famosa Florence batalhou pela reforma do sistema militar de saúde; publicou em 1858 “Notes on Matters Affecting the Health,Efficiency and Hospital Administration of the British Army”; e em 1860 fundou a primeira escola de enfermagem do mundo no Hospital de St. Thomas, em Londres.

Florence Nightingale foi um exemplo de assistência aos mais pobres. Solteira, trabalhava fora de casa e agia conforme suas convicções abrindo o caminho para muitas mulheres do seu tempo. Ela morreu aos 90 anos de idade, em Londres no ano de 1901. Além do seu pioneirismo na área da enfermagem, Florence também ficou conhecida como a “Dama da Lâmpada” pelo fato de sempre usar uma lâmpada ou um lampião durante a noite ao atender os feridos.

Fontes de Pesquisa

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...