Veja os primeiros vídeos da jogabilidade de Gears of War: Judgment

Gears of War: Judgment foi anunciado oficialmente durante a E3 2012, com um vídeo cheio de CGI e nenhum pinguinho de gameplay.  Para satisfazer a nossa curiosidade sobre o game, a Epic Games levou Gears of War: Judgment para a Comic-Con 2012 e mostrou um pouco do gameplay cooperativo do título, chamado OverRun.

Nesse modo de jogo, o jogador poderá escolher entre ser um humano ou um Locust. Cda raça possui classes específicas, que são explicadas no vídeo abaixo:

Como humano, o jogador poderá jogar como Medic, Scout, Engineer ou Soldier. A classe Medic é o que o nome indica: o médico do grupo. A principal característica dessa classe é a habilidade de jogar uma granada de cura para salvar alguns colegas da morte. O Scout é o batedor da equipe, com a capacidade de subir em prédios e descobrir a localização dos inimigos. Jogando uma granada específica, o Scout consegue descobrir inimigos próximos que ficam “marcados”. Quando um inimigo fica marcado, ele toma o dobro de dano.

O Engineer faz a função de engenheiro do time.. Ele possui a habilidade de restaurar e construir armadilhas contra os inimigos, além de podoer construir equipamentos que atacam os adversários. O Soldier é o que o nome da classe indica: o soldado do grupo. Além da habilidade de combate, o Soldier pode colocar no mapa um baú cheio de munição para os colegas da equipe.

Os Locust possuem mais diversidade de personagens, com destaque para o Kantus (que pode curar vários colegas ao mesmo tempo) e os Tickers, que possuem a habilidade de correr, destruir armadilhas e se auto-explodir.

Veja um vídeo do modo OverRun em ação:

Gears of War: Judgment sairá para Xbox 360 em Março do ano que vem.

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...