Veja o honrado primeiro trailer de Dishonored

  Leandro de Barros  |    quarta-feira, 18 de abril de 2012

Com uma pegada Assassin's Creed em um ambiente Steampunk, o primeiro trailer de Dishonored nos faz crer que estamos perante um dos grandes hits do ano

O Arkane Studios e a Bethesda divulgaram ontem o primeiro trailer de Dishonored, novo game que mistura uma história de vingança e assassinato numa temática steampunk para PC, PS3 e Xbox 360.

O trailer chama a atenção pela beleza do cena pré-renderizada, além de lembrar muito a franquia Assassin’s Creed, só que com algumas funcionalidades muito diferentes. Por exemplo, se o jogador tiver todos os recursos que o assassino do trailer exibiu, Dishonored tem tudo para ser um dos grandes hits do ano.

Veja abaixo:

Em Dishonored, o jogador controla Corvo, um antigo e lendário guarda da Imperatriz. Corvo procura vingança contra o Lorde Regente, que o acusou injustamente de ser o assassino da Imperatriz. O protagonista do game é um perfeito assassino, tendo alta destreza com espadas e outros tipos de armas, habilidade de infiltração e poderes sobrenaturais.

O game será um mundo aberto e o jogador poderá vagar por todo o continente de Pandyssian, apesar do principal cenário de Dishonored ser a cidade de Dunwall.

Os desenvolvedores do game afirmaram à GameInformer que qualquer inimigo do título, incluindo os chefões, poderá ser neutralizado de forma não-letal, caso o jogador deseje. Uma funcionabilidade interessante do título é o fato de que cada inimigo do game existe individualmente, ao invés de serem simplesmente criados na hora em que são necessários. Em termos de jogabilidade, caso o jogador mate algum bandido, isso evitará que certos acontecimentos ocorrão no futuro. Por exemplo, caso o jogador elimine um grupo de bandidos que iria, no futuro, assaltar alguém, o assalto nunca acontecerá.

Dishonored sairá para PC, PS3 e Xbox 360 ainda em 2012.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários