Ubisoft diz que Assassin’s Creed na Ásia não é impossível

Eder Augusto de Barros
edaummm

  quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Ubisoft diz que Assassin’s Creed na Ásia não é impossível

Segundo diretora do Uplay, desde que apareça a história certa, pode rolar

Para os amantes de Assassin’s Creed ter um título da franquia ambientado na Ásia é um sonho que parece estar demorando demais para se realizar. É verdade que com o Season Pass de Assassin’s Creed: Unity teremos um jogo que leva o subtítulo Chronicles: China, mas é uma versão minimalista da franquia e não chega a ter nem um terço das possibilidades de um jogo chamado “normal” dentro desse universo.

Segundo Stephannie Perotti, diretora do Uplay, um game da franquia na Ásia não é impossível. Ela conversou com alguns jornalistas chineses nessa quarta-feira para celebrar o lançamento do PlayStation no país (que voltaram a permitir consoles depois de 14 anos de banimento).

Não dissemos que não estávamos interessados na história chinesa. Acho que anunciamos um monte de histórias – nós queremos ter criatividade para criar a história certa [dentro do contexto certo]. Se tivermos produtores que queiram passar algum tempo [compreendendo a história do ambiente chinês], podemos entender a história chinesa ou a história japonesa e fazer jogos sobre essas culturas.

Já que a franquia está atirando para todos os lados, “Atira na Ásia, Ubisoft!”.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários