Ubisoft diz que a pirataria em jogos de PC gira em torno de 95%

  Leandro de Barros  |    sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Yves Guillemot diz que o caminho para contornar a pirataria é lançar os games de graça de uma vez e tentar lucrar com as micro-transações

Segundo Yves Guillemot, CEO da Ubisoft, o índice de pirataria em jogos de PC gira em torno dos 95% e o caminho a seguir é transformar tudo em free-to-play.

Em entrevista ao GI.biz, o executivo explicou que o mercado de games para PC é um grande flagelo para os desenvolvedores e que a taxa de pessoas que realmente pagam pelo game é a mesma de pessoas que costumam fazer micro-transações em jogos F2P (sabe quando você paga com dinheiro real pra comprar um espada especial em um MMORPG, por exemplo? Isso é uma micro-transação).

Nós queremos desenvolver bastante para o mercado de PCs e o F2P é realmente o caminho a seguir. A vantagem do free-to-play é que nós conseguimos uma renovação de países onde não poderíamos explorar – lugares onde nossos jogos eram jogados, mas não comprados“, disse Yves.

Ainda de acordo com o CEO da Ubisoft, a taxa de jogadores que exploram essas micro-transações em jogos F2P é de 5 a 7%, coincidentemente, a mesma taxa de pessoas que pagam para jogar games de PC.

Vale lembrar que a própria Ubisoft já cancelou versões para PC de vários dos seus jogos, justamente por argumentar que não vale a pena desenvolver para a plataforma, já que tudo acaba sendo pirateado do mesmo jeito.

Qual a sua visão sobre o assunto? Você participa de micro-transações em jogos free-to-play?


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários