Ubisoft diz que a pirataria em jogos de PC gira em torno de 95%

Segundo Yves Guillemot, CEO da Ubisoft, o índice de pirataria em jogos de PC gira em torno dos 95% e o caminho a seguir é transformar tudo em free-to-play.

Em entrevista ao GI.biz, o executivo explicou que o mercado de games para PC é um grande flagelo para os desenvolvedores e que a taxa de pessoas que realmente pagam pelo game é a mesma de pessoas que costumam fazer micro-transações em jogos F2P (sabe quando você paga com dinheiro real pra comprar um espada especial em um MMORPG, por exemplo? Isso é uma micro-transação).

Nós queremos desenvolver bastante para o mercado de PCs e o F2P é realmente o caminho a seguir. A vantagem do free-to-play é que nós conseguimos uma renovação de países onde não poderíamos explorar – lugares onde nossos jogos eram jogados, mas não comprados“, disse Yves.

Ainda de acordo com o CEO da Ubisoft, a taxa de jogadores que exploram essas micro-transações em jogos F2P é de 5 a 7%, coincidentemente, a mesma taxa de pessoas que pagam para jogar games de PC.

Vale lembrar que a própria Ubisoft já cancelou versões para PC de vários dos seus jogos, justamente por argumentar que não vale a pena desenvolver para a plataforma, já que tudo acaba sendo pirateado do mesmo jeito.

Qual a sua visão sobre o assunto? Você participa de micro-transações em jogos free-to-play?

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...