Rumor do Dia: Final Fantasy Versus XIII sairá com novo nome para a nova geração em 2014

Leandro de Barros

  terça-feira, 05 de fevereiro de 2013

Rumor do Dia: Final Fantasy Versus XIII sairá com novo nome para a nova geração em 2014

Square-Enix pode estar apenas esperando o anúncio oficial da nova geração de consoles para dizer que Final Fantasy Versus XIII só sairá em 2014, com novo nome

Ao lado da lenda do Saci-Perere e da Mula-sem-Cabeça, existe uma outra história folclórica que tem entretido crianças por muitas gerações: a Lenda do Lançamento de Final Fantasy Versus XIII.

Anunciado há 8 (oito!) anos atrás, na gloriosa E3 2006, época em que se ainda anunciavam jogos novos na feira, Final Fantasy Versus XIII ainda não chegou às lojas e também ainda não possui nenhuma previsão de lançamento. A situação já é tão desgastante, que há quem diga que a Square já esqueceu do game, enquanto a empresa garante que ainda trabalha no título.

Pois bem, um novo rumor nasceu hoje no NeoGAF. De acordo com um usuário do fórum, que vem dando pitacos sobre a nova geração de consoles há algum tempo, a Square-Enix anunciará ainda esse ano que Final Fantasy Versus XIII sairá para a nova geração de consoles, no ano que vem, e sem o “Versus XIII” no título. Ou seja: ganhará um novo nome e uma nova plataforma.

A fonte é confiável? Não muito. O que não invalida a informação. Na verdade, não é nem preciso ter um milhão de infiltrados na indústria dos games pra adivinhar esse movimento da Square.

Final Fantasy Versus XIII foi anunciado em 2006, certo? Sabe quem foi lançado em 2006? Se você respondeu “o PS3”, ganhou 5 pontos para a Grifinória. Como é MUITO provável que a Sony anuncie o PS4 no fim do mês, Versus XIII passará batido pela atual geração de consoles. Ele foi anunciado quando o PS3 nasceu e simplesmente não faz sentido colocá-lo nas lojas para uma máquina cujo substituto está prestes a nascer. Uma coisa é lançar um Bioshock Infinite, GTA V ou Watch Dogs, que vão justamente concluir a atual geração e já estavam em produção muito antes dos rumores do PS4 nascerem. Outra coisa é lançar um jogo que não está nem perto de finalizado e que já ficou 8 anos no forno para um console que perderá o lugar em alguns meses – claro que o PS3 ainda continuará ativo por anos e tudo mais, mas os holofotes irão para o PS4 quando ele for anunciado.

Ou seja: pode até ser que seja tudo um grande blefe de quem fez o rumor nascer, mas não é um blefe absurdo.

Em uma notícia relacionada, a Square-Enix liberou hoje o seu relatório financeiro do ano passado, divulgando que tomou um prejuízo de $5,7 bilhões de ienes nos últimos nove meses de 2012. A razão? A dificuldade de se manter no mercado de consoles de mesa.

Basicamente, a Square culpa essa neblina que atinge o mercado dos games, sem saber se uma nova geração chegará ou não. Os jogadores, nessa indecisão, não sabem se investem em novos títulos agora ou esperam por novidades dos novos consoles. As empresas tentam não investir em novas franquias para não ter prejuízo e reciclam jogos antigos (quantos Assassin’s Creed você viu sair nos últimos anos?; e quantos Gears of War?) para conseguir algum lucro.

Porém, contudo e todavia, apesar do prejuízo de $5,7 bilhões de ienes, a Square registrou um aumento nas vendas dos seus jogos. Se em 2011 a empresa tinha registrado uma receita de $95,7 bilhões de ienes em vendas de games, em 2012 a Square registrou $102, 7 bilhões de ienes, tendo lançado games como Hitman: Absolution, Final Fantasy XIII-2 e Sleeping Dogs, além de distribuir Call of Duty: Black Ops 2 no Japão.

Se o mercado de consoles de mesa deu prejuízo pra empresa japonesa, o mesmo não pode ser dito dos jogos de PC, smartphone e games sociais, mercado que a Square tem explorado no Japão nos últimos tempos. Nesse tipo de lançamento, a empresa diz ter registrado “um lucro aceitável”.

Porém, nem tudo está perdido. Apesar de ter registrado esse prejuízo nos últimos nove meses de 2012, a Square-Enix ainda espera ter o seu ano fiscal (que termina no fim de março) salvo por Tomb Raider. A projeção da empresa é de que o ano fiscal termine com um lucro de $3,5 bilhões para a companhia – algo que marcaria uma queda de 42,2% em relação ao ano passado, mas ainda assim é melhor do que sair no prejuízo.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários