Reboot de Devil May Cry vai mal nas vendas

Leandro de Barros

  terça-feira, 05 de fevereiro de 2013

Reboot de Devil May Cry vai mal nas vendas

Game atinge números muito baixos de vendas e a Capcom já muda suas projeções para o título

A Capcom reduziu nessa terça-feira (05/02) a sua meta de vendas para DmC: Devil May Cry, reboot da franquia de anjos e demônios. O novo título da série, que foi desenvolvido pela Ninja Theory, não está se saindo bem nas lojas, o que justifica as metas mais humildes da empresa japonesa.

Originalmente, a ideia da Capcom era vender cerca de 2 milhões de cópias do jogo até o fim de março, que marca o fim do ano fiscal no Japão. Porém, lançado no dia 15 de janeiro, o game vendeu cerca de 1 milhão de cópias até o momento, abaixo das expectativas da empresa.

Agora, a Capcom espera atingir a marca de  1,2 milhões de unidades vendidas até o fim de março, cerca de 800 mil cópias a menos do que esperado inicialmente. No Japão, DmC não conseguiu nem entrar no Top 20 de jogos mais vendidos para Xbox na sua semana de lançamento (o último game do Top 20, Pokémon Black & White, vendeu 5 mil cópias nesse período) e a versão de PS3 só vendeu 110 mil cópias. Para fins de comparação, Devil May Cry 4 vendeu 205 mil cópias para PS3 e 40 mil para Xbox 360 no Japão na sua semana de lançamento.

Mas por que DmC: Devil May Cry está vendendo tão mal? O jogo é ruim? Se você baixar a SuperMag #6, onde nós temos um texto com as nossas Primeiras Impressões do título, verá que não, DmC não é ruim. Se você gostar de games hack’n’slash, vai gostar bastante de DmC: Devil May Cry. Talvez o problema seja justamente o fato de ser um reboot e os fãs não terem gostado do novo Dante.

Agora, só resta especular qual será o futuro da franquia.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários