Prodígio: A jornada de FalleN pelo jogo da sua vida, o Counter-Strike

Eder Augusto de Barros
edaummm

  segunda-feira, 07 de outubro de 2019

Prodígio: A jornada de FalleN pelo jogo da sua vida, o Counter-Strike

FalleN foi o maior responsável pela popularização do jogo no Brasil

Em muitos dos nossos empreendimentos ao longo da história, a união de esforços em coletivos foi necessária para que as coisas engatassem em um passo rumo ao sucesso. Assim foi feita a vida em sociedade, tanto quanto nossos avanços tecnológicos, e os confortos e distrações que acompanham a vida humana ao longo dos vários anos de nossa existência.

Mas ainda que o coletivo seja a parte nuclear disso tudo, é de bom grado destacar aqueles que serviram como pioneiros em tais iniciativas. Até hoje no campo científico, temos disputas entre quem criou o primeiro avião (o brasileiro Santos Dumont ou os irmãos americanos Wright?), e quem foi o verdadeiro “pai” da eletricidade como conhecemos em tempos atuais (Nikola Tesla ou Thomas Edison?).

Vemos algo parecido no esporte. Enquanto que o importador oficial do esporte bretão mais famoso do mundo, o futebol, no Brasil tenha sido Charles Miller, não é difícil encontrar disputas mundo afora quanto a quem foi o introdutor ao esporte em diversos países. Mas já no caso dos eSports, mais especificamente com Counter-Strike, não se tem dúvidas em solo brasileiro de que FalleN foi quiçá o maior responsável pela popularização do jogo, e por ajudar o então embrionário cenário competitivo do país a crescer firme e forte.

Algo que veio do berço

Gabriel Sguário nasceu em Itararé, no extremo sul paulista e já quase com o pé no Paraná. Mais tarde, sua família partiria para Itapetininga, cidade da região metropolitana de Sorocaba.

Em Itapetininga sua família mantinha uma loja de informática já na década de 2000. E o Brasil daquela época era bem diferente do atual, onde smartphones, notebooks e computadores de mesa já fazem parte da nossa rotina. Infelizmente, poucos eram os afortunados a terem acesso a esse tipo de luxo – e o jovem Gabriel era um deles.

Foi em 2003 que o futuro padrinho do Counter-Strike entrou em contato com o jogo que se tornaria o grande trunfo da sua vida, por meio dos seus irmãos. E pelo visto, o contato inicial foi de amor à primeira vista, uma vez que Gabriel começou a dividir seu tempo livre – e também de trabalho, uma vez que já ajudava os pais em sua loja de informática – com a dedicação máxima a treinar suas habilidades no jogo.

A junção desses fatores acaba sendo algo que FalleN carrega até hoje. Além da ética de treino e da sua visão no jogo, ele se destacou por ser um jogador bem mais comunicativo, e até mais extrovertido, que a média. Com isso, FalleN acaba se tornando líder e referência em todo time por qual ele passava.

Pioneirismo começa a dar frutos

Depois de tanta dedicação, era hora de colocar seus talentos a prova. E foi isso que FalleN fez a partir de 2007, começando sua jornada por vários times brasileiros em torneios que giravam o país, e coletando vários troféus ao longo da sua jornada.

Uma vez que o cenário regional foi conquistado, FalleN foi dando passos maiores. Títulos nacionais pela WCG Brasil, e o eventual título pan-americano da WCG colocaram o promissor jogador na mira de times e competições internacionais.

Assim vem a sua entrada na CompLexity Gaming em 2010, que projeta FalleN e outros jogadores de Counter-Strike nacionais a serem presença constante no cenário mundial. Mais a frente, times nacionais aproveitariam das portas abertas por FalleN – alguns deles, como a Kabum! e a Keyd, usando o mesmo em seu time para abrir mercados e alcançar feitos inéditos para o país com suas boas campanhas nos torneios da MLG e da ESL em disputas contra nomes conhecidos do cenário, como Christopher “GeT_RiGhT” Alesund em seus tempos na Ninjas in Pyjamas.

Culminação do esforço

Apesar das muitas glórias alcançadas nestes anos iniciais no cenário de eSports, essas exigiram muito sacrifício por parte de FalleN e seus companheiros de jornada. Em alguns destes torneios internacionais, foi necessário fazer vaquinhas para angariar fundos que permitissem que FalleN e sua equipe viajassem para fora, uma vez que não havia o suporte necessário para que isso fosse realizado por conta própria. Por sorte, o tempo de “vacas gordas” viria já em 2015, na sua transferência para a Luminosity Gaming junto com outros grandes do cenário de Counter-Strike brasileiro, como TACO e fnx. Apesar de ter durado apenas um ano, o time virou uma lenda viva ao ganharem em 2016 o MLG Major Championship em Columbus, nos Estados Unidos.

A partir da sua transferência para a SK Gaming em 2016, o sucesso apenas aumentou. Mais um “Major”, o torneio ESL One disputado em Colônia, na Alemanha, foi ganho apenas três meses após a conquista de FalleN e sua equipe em solo estadunidense. Esse sucesso foi alongado em mais dez grandes títulos ganhos por FalleN durante sua estadia na SK Gaming, incluindo a terceira temporada da Esports Championship Series e o EPICENTER em 2017. Esse sucesso continua na MIBR, lendária equipe de Counter-Strike brasileira que agora é o lugar onde uma lenda como FalleN se encontra. O favoritismo do jogador e de seus companheiros é válido até hoje, com a Betway, site de apostas online, colocando chances de 1,25 na vitória da MIBR sobre a ex-Luminosity numa partida pela Esports Championship Series em 29 de setembro. Ao mesmo tempo, FalleN carrega em seu nome a importância de grande nome do cenário até em listas da Forbes, que incluíram o mesmo como uma das pessoas mais importantes da indústria de jogos.

Horizonte

Hoje com 28 anos de idade, FalleN é consequentemente um jogador muito mais maduro e experiente do que boa parte dos seus companheiros de cenário. Mas ele não dá quaisquer sinais de que é tempo de dar uma parada em suas práticas, ao servir tanto como atleta quanto como tutor, técnico e até gerente do MIBR em algumas ocasiões.

Por isso a única perspectiva que pode se ter quanto ao futuro de FalleN, é o da busca pelos títulos. Foram eles que alimentaram o sucesso da sua vida como prodígio e protagonista do cenário nacional de Counter-Strike. E são eles quem vão mantê-lo no topo da cadeia alimentar também.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários