O fracasso do Xbox é inevitável, segundo analista americano

Leandro de Barros

  segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

O fracasso do Xbox é inevitável, segundo analista americano

Adam Hurting, colunista da Forbes, diz que a Microsoft deve vender o Xbox para se concentrar em tentar salvar a empresa

Xbox 360 02Ansioso pelo Xbox 720? Não vê a hora do que um novo console da Microsoft pode fazer pelo mercado? Já comprou pipocas para ver uma batalha sangrenta entre Nintendo, Sony e Microsoft pelo domínio do mercado de consoles na próxima geração? Segundo um analista americano, você pode se decepcionar.

De acordo com Adam Hartung, consultor empresarial e colunista da Forbes, o fracasso da marca Xbox é “inevitável”. O analista se baseia nos lucros e na situação atual da empresa para prever um futuro negro para o console da Microsoft.

Mais de 75% dos lucros da Microsoft vem do Windows e do Office. Menos de 25% vem dos seus alardeados servidores e ferramentas. E a Microsoft não consegue nada do Xbox/Kinect e da sua divisão de entretenimento, enquanto gasta enormes quantidades de dinheiro na sua divisão online“, diz Hartung. A incapacidade de fazer o Xbox lucrar, segundo o analista, seria uma distração na jornada da Microsoft de “salvar o Windows“. Assim, o colunista só prevê um fim para a marca do console:

A divisão de entretenimento será desmembrada, vendida para alguém como a Sony ou possivelmente a Barnes & Noble, ou então reduzida drasticamente“, profetiza.

O futuro, então, não é muito bonito para a Microsoft, não importa o que digam os fãs. “Não importa o quanto alguém goste dos produtos que não são da linha Windows, sem as vendas históricas do Windows/Office, a Microsoft não é sustentável. O fracasso já é inevitável. À essa altura do campeonato, nem mesmo um novo CEO pode salvar a Microsoft. Game over. O Ballmer [atual CEO da empresa] perdeu. E se você continua com seu dinheiro investido na Microsoft, ele vai desaparecer junto com a empresa“, terminou Hartung.

Não dá para negar que a perspectiva do analista é tremendamente pessimista. É um fato que a crise financeira que o planeta enfrenta nos últimos anos acertou todo mundo, inclusive a Microsoft, mas se esse cenário “pós-apocalíptico” será concretizado, só o tempo dirá. Enquanto isso, os rumores sobre o anúncio de um novo Xbox na E3 2013 continuam. Talvez o novo console seja a última cartada da empresa fundada por Bill Gates. Talvez não exista um novo Xbox e o possível anuncio do PS4 na E3 desse ano seja o último prego no caixão do Xbox.

Não custa nada lembrar que o Xbox 360 vendeu mais que o Wii U durante a semana de lançamento do console da Nintendo, na Black Friday americana. Fora isso, o video-game da Microsoft tem sido o mais vendido nos EUA há muitos meses. Porém, isso talvez não seja o suficiente. Esse gráfico mostra que a divisão de entretenimento da empresa realmente lucra muito pouco se comparado com os outros setores, enquanto a divisão online raramente dá lucro à empresa. Inclusive, recomendo que cliquem no link abaixo (que leva para a coluna do analista no site da Forbes) para conferir os links divulgados por ele com mais informações sobre o estado financeiro da Microsoft.

via Forbes


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários