Nintendo já vendeu mais de 4 bilhões de jogos, 268 milhões de consoles e 385 milhões de portáteis

Leandro de Barros

  terça-feira, 06 de agosto de 2013

Nintendo já vendeu mais de 4 bilhões de jogos, 268 milhões de consoles e 385 milhões de portáteis

Relatório financeiro da empresa sobre o primeiro trimestre do atual ano fiscal registra o lucro de 81,5 bilhões de ienes

Nintendo Personagens

A Nintendo divulgou recentemente o seu relatório financeiro do primeiro trimestre do atual ano fiscal da empresa, iniciado em Abril. De acordo com o documento da empresa japonesa, a Big N tem números bem impressionantes para compartilhar desde a sua história.

O relatório financeiro da Nintendo diz que, desde o lançamento do Famicom em 1983, a empresa vendeu mais de 268 milhões de video-games pelo mundo, mais de 385 milhões de portáteis e cerca de 4 BILHÕES de jogos entre games para consoles de mesa (2,1 bilhões) e jogos de portáteis (1,9 bilhões).

Desde o lançamento do Nintendo Entertainment System, em 1983, a Nintendo tem oferecido ao mundo produtos de entretenimento únicos e originais sob o desenvolvimento conceitual de integração entre softwares e hardware“, disse Satoru Iwata, presidente da Nintendo.

Em termos de comparação, a Sony (principal rival em termos de números da Nintendo) tem registrado a venda de cerca de 413 milhões de video-games pelo mundo (102 MI do PsOne; 155 MI do PS2; 78 MI do PS3; 76 MI do PSP e 2,2 MI do PS Vita).

Deixando o passado para trás e focando no presente, a empresa registrou um lucro de 81.5 bilhões de ienes (cerca de R$1,9 bilhões) no primeiro trimestre do seu ano fiscal, com um total de 160 mil unidades vendidas do Wii U. Apesar de ter fechado o último ano fiscal (que terminou em março de 2013) no prejuízo, Iwata prometeu que o atual ano fiscal (que termina em março de 2014) terá o retorno dos “lucros ao estilo Nintendo”.

via GoNintendo


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários