Naughty Dogs revela final secreto de The Last of Us

Leandro de Barros

  terça-feira, 29 de julho de 2014

Naughty Dogs revela final secreto de The Last of Us

Cena foi interpretada pelos atores do game numa apresentação única

Esse texto possui spoilers sobre o fim de The Last of Us.

the last of us ellie

Ontem, dia 28 de Julho, a Naughty Dog realizou um evento experimental com The Last of Us. Numa performance única, o estúdio levou para um palco de teatro o elenco da série para a realização de algumas leituras de cena do roteiro do longa, tudo dirigipor Neil Druckmann (criador do game). Além das performances, o espetáculo ainda contou com a execução de algumas das músicas da trilha sonora do jogo.

Durante essa apresentação, a Naughty Dog acabou revelando um “final secreto” de The Last of Us. Na cena escrita por Druckmann, nós vemos uma espécie de despedida de Joel à Ellie.

4 anos após os eventos do jogo, Joel vai até o quarto de Ellie na represa do seu irmão, Tommy. Ellie está escutando música e pára para conversar com Joel, que diz que seu irmão está planejando casá-lo com uma mulher chamada Esther.

Depois, Joel dá um violão de presente para Ellie, prometendo que vai ensiná-la a tocar. Ele toca e canta uma música e depois conta uma piada. Os dois riem e então Joel sai do  quarto, deixando Ellie para tentar tocar o violão sozinha.

A representação da cena não foi gravada pela Naughty Dog e o estúdio revelou durante a performance que nunca iria reproduzir a cena de nenhuma outra forma – foi, portanto, a única vez que alguém “viu” esse final.

Vale lembrar que o final é bem parecido com uma arte feita por Marek Okon, artista conceitual de The Last of Us – imagem que você vê acima.

O evento foi organizado pela Naughty Dog para celebrar o lançamento da versão remasterizada de The Last of Us, para PS4. Você pode assistí-lo abaixo (com a tal cena excluída, claro):


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários