Mais um comercial de The Legend of Zelda: Skyward Sword com Robin Williams

O ator e comediante Robin Williams parece MESMO ter assumido o papel de garoto-propaganda da franquia Zelda. Como eu já comentei antes, desde o bem sucedido comercial de The Legend of Zelda: Ocarina of Time 3D onde o comediante aparece com sua filha Zelda Williams (que recebeu esse nome por causa da Zelda da série), a dupla já estrelou comerciais de outros dois games da série: Legend of Zelda: Four Swords Anniversary Edition, que você pode ver clicando aqui, e um para The Legend of Zelda: Skyward Sword, que você pode ver aqui.

Agora, mais um comercial do jogo para o mercado europeu, conta com a presença do ator. Só que sem a fofulete da Zelda dessa vez. Você pode ver o comercial lá em cima.

Com o jogo quase sendo lançado, diversas reviews da imprensa especializada começam a sair e não poderiam ser melhores. É quase uma unanimidade que Skyward Sword é um jogaço, todos os críticos estão concordando nisso. As notas não me deixam mentir: o Eurogamer deu 10, o The Escapist deu 5 estrelas, o Machinima deu 9.5, o GameTrailers deu 9.1, a Game Informer deu 10 e o IGN também deu 10. Se você é um nintendista de carteirinha, fã da série ou apenas alguém que gosta de bons jogos, parece que The Legend of Zelda: Skyward Sword é aquilo que você procura.

Link é um morador da ilha flutuante Skyloft, e Zelda é possivelmente uma amiga dele. Num vôo com pássaros gigantes pelo céu em volta da ilha, Zelda é capturada e Link recebe as roupas do héroi do tempo para salvar sua amiga. Com a ajuda da personificação humana da Master Sword, Link desce a uma terra governada por forças malignas e parte em busca de Zelda.O inimigo foi nomeado oficialmente como Ghirahim.

The Legend of Zelda: Skyward Sword deve ser lançado no dia 18 de novembro na Europa e no dia 20 de novembro na América para Nintendo Wii.

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...