E3 2011 – Resumão da Conferência da Sony

  Leandro de Barros  |    segunda-feira, 06 de junho de 2011

Um resumo da conferência da Sony. Veja tudo que foi dito sobre Uncharted 3, Resistance 3, NBA 2K12 e, claro, tudo sobre o PS Vita, o novo portátil da Sony.

Ae, chegamos ao fim do primeiro dia de E3. Tivemos conferências da Microsoft, da EA, da Ubisoft e, pra fechar a noite, da Sony.

Vamos ver o que aconteceu:

  • Games

Uncharted 3 Drake’s Deception: Incrível, lindo, sensacional. Muito cedo pra arriscar como Game do Ano? Arrisco do mesmo jeito. Se não for o game do ano, vai estar lá perto;

http://www.youtube.com/watch?v=Ii1fUbxRThY

– Resistance 3: Eu li alguém dizer no twitter que era “o Gears of Wars da Sony. Guardadas as devidas proporções”. Não sei dizer se concordo ou não com a afirmação, mas tava tudo lá. Tiros, aliens, e tudo em 3D;

– NBA 2K12: Hahaha, um dos momentos mais engraçados da apresentação. Kobe Bryant entrou lá para demonstrar o novo NBA 2k12. O jogo em si parece legal, você joga pelo move, aponta a direção pra onde vai passar ou arremessar e tá tudo feito. Continuando, o Kobe Bryant, melhor jogador de basquete do mundo, entrou lá todo pimpão, e se complicou pra jogar! Bem quando os apresentadores diziam que o game era intuitivo e talz. Mas vamos fazer justiça, parece legal;

Medieval Moves: Um game feito para ampliar a biblioteca de games do Move. Eu adorei. Sério, achei uma idéia muito boa colocar o move como destaque num cenário medieval. Parece divertidão, tem espadas, arco e flecha, monstros. Tem um gráfico meio cartunesco, meio infantil, mas tá valendo. Ótima surpresa;

http://www.youtube.com/watch?v=uECwgq2SxvI

inFamous 2: Tivemos um trailer do jogo e nada demais. O trailer em si é legal, mas não foi feito nenhum anúncio;

– Little Big Planet 2: A partir de Setembro o Move estará disponível para ajudar na criação de fases;

– StarHawk: Novo projeto do estúdio de Santa Monica, é mais um FPS. Como tem FPS nessa E3, caramba. Parece estar abaixo da qualidade de Battlefield 3 e Modern Warfare 3;

Sly Cooper Thieves in Time: A volta de Sly Cooper para os consoles! Uma boa notícia pros mais velhos. Ou nem tão velhos assim;

– Dust 514: Mais um FPS. Esse, vai utilizar o PS Vita, o Playstation Home, o Move… a parada é sinixtra e eu não entendi nada;

– Bioshock Infinite: Bonito. Muito mesmo. E pelo que mostrou, vai fazer sucesso. Vai utilizar o Move e vai ter integração com o PS Vita. O primeiro Bioshock vem como brinde;

Star Trek: Só um trailer. Fantástico pra mim, meh pra galera do twitter;

  • Exclusividades

Vou ser honesto: por mim, acabavam as exclusividades. Poxa, lancem tudo igual e deixem que os consoles briguem entre si. Mas enfim, o PS3 vai ter como exclusividade:

SSX: Uma fase no Monte Fuji;

Need for Speed The Run: Carros extras. Eu ouvi um Burgatti, mas não lembro os outros (foi mal! ^^);

– Battlefield 3: Levará o Battlefield 1943 no disco.

  • Sony 3D Bundle

Pelo que entendi, é uma TV 3D da marca Playstation. Em partidas co-op (de 2), com os óculos 3D não vai ser preciso dividir a tela e cada um olha de um lado. Os óculos fazem a divisão. A melhor idéia são os óculos mesmo. As empresas ainda não perceberam que o 3D na hora de jogar não é tão atraente assim? O 3DS ainda não serviu pra notar isso? A baixíssima venda de TVs 3D não serviu pra notar isso?

  • PS Vita

Ah, o PS Vita. Definitivamente, o centro das atenções. Roubou o destaque todo para ele e, vamos combinar, não fez feio. Basicamente, a maioria do que eu disse aqui, estava certo. O nome é PS Vita mesmo, as especificações são aquelas, blablabla. O Near existe mesmo e é um ótimo toque.

O Vita será lançado em dois modelos: um com WiFi apenas, por $249 e outro com 3G (fornecido pela AT&T, uma decisão que rendeu algumas risadas na apresentação) por $299. O preço está ótimo, bem abaixo dos tais $999 que o GameSpot especulava.

O conceito do Vita é jogar como quiser. Pode usar a tela táctil pra indicar ao personagem onde ir, as alavancas, os botões… a liberdade é imensa, mas a dificuldade parece ser do mesmo tamanho. Numa avaliação geral, eu diria que o PS Vita vem pra ficar e será mesmo o percursor da nova geração dos portáteis. Ah, ele também terá todo o tipo de conectividade com o PS3 e já tem 80 títulos em desenvolvimento.

– Uncharted: Golden Abyss: Caramba, que jogo lindo. Sério. A jogabilidade me pareceu complicada, tinha momentos em que o demonstrador usava 10 dedos da mão e ainda faltava, mas os gráficos estão belíssimos;

– Ruin: Um action-RPG pro Vita. A grande sacada é a conectividade dele com o “mundo exterior”. Como tem suporte online, você pode ter “rivais”, dependendo das suas ações. Basicamente, algum moleque de 12 anos da China pode ser seu grande rival, ou um multi-empresário britânico. O Ruin também conecta no PS3. Se você estiver em casa e com vontade de jogar na TV, pronto, liga-se e já está a jogar;

– Modnation Racers: Joguinho de corrida, você usa a tela tactil pra construir pistas com a mão, literalmente. O sistema de construção pareceu um porre e enjoativo, mas a jogabilidade compensa um pouco;

– Street Fighter X Tekken: A melhor apresentação pro PS Vita. Street Fighter X Tekken terá uma versão pro portátil, com uma novidade: Cole McGrath de inFamous será um dos personagens!

http://www.youtube.com/watch?v=Ey_l9ECglPc

Bom, é isso. O que vocês acharam da apresentação da Sony? Eu achei que ela se recuperou bem do caos dos últimos dias e diria que fechou na “frente” da Microsoft, graças ao PS Vita. Amanhã, resta a mais esperada: Nintendo e o Project Café!


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários