Depois de milhões de rumores, a Sony finalmente anuncia o PS4!

Leandro de Barros

  quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Depois de milhões de rumores, a Sony finalmente anuncia o PS4!

Empresa japonesa anuncia oficialmente o PS4 - saiba suas especificações, demos técnicas, novos jogos (Killzone: Shadow Fall, inFamous: Second Son, Knack, Watch Dogs, Destiny, Diablo III) e informações sobre o seu controle

Foram pouco mais de 6 anos com o PlayStation 3, uma jornada que não começou muito bem, mas que se encontrou no meio do caminho. Seis anos é uma eternidade em termos tecnológicos e depois de muitos rumores, vazamentos, boatos e confusões da pesada com uma turminha do barulho, a Sony finalmente anunciou o seu novo console. Amigos, conheçam o PlayStation 4!

PS4 Logo oficial

Ou não. A Sony anunciou oficialmente seu novo controle, comentou suas especificações técnicas, falou de conceito, mostrou o controle… mas não mostrou o PS4. Não chegamos a ver o visual da máquina, mas saímos da conferência com a promessa de vê-lo na E3 2013 – que já ganha ares de epicidade – e de poder tê-lo em mãos no fim desse ano.

Abaixo, você poderá conferir o que rolou na conferência.

O PS4 – especificações técnicas, conceito e tudo mais

Segundo a Sony, cinco termos-chaves giram em torno do conceito do PS4: Simplicidade, Imediatismo, Social, Integração e Personalização. Cada um desses termos pode ser visto de maneira isolada dentro do novo console, mas também interligados. Uma das novidades técnicas vem direto do termo Imediatismo – a preocupação da Sony em diminuir tempos de carregamento. Basicamente, o PS4 funcionará à velocidade do clique – o jogador aperta o botão de iniciar e o jogo já está rodando, sem loadings demorados.

O termo Social é, talvez, o mais importante desse PS4. Tão importante que praticamente ganhou uma função própria: o botão Share. Basicamente, o PS4 permitirá aos jogadores gravar, exibir e assistir vídeos com o gameplay de todos os seus títulos na sua plataforma online.

O Integrado vem do fato de “todos” os produtos da Sony estarem interligados nessa mesma plataforma. Mais do que isso, o PS4 evolui o conceito do PS3 ser um dispositivo de entretenimento multimídia – TV, cinema, games, música – e se transforma num sistema multimídia com múltiplos controles, na falta de uma palavra melhor. Como bem exemplificou a Sony na sua apresentação, antes o fato de jogar vídeo-game era como estar numa torre. Você saia de lá e acabou. Agora, as experiências de jogo estão interligadas e vão com o jogador para qualquer lugar – isso significa acesso de smartphones e tablets ao seu PS4!

O termo Personalizado é também um dos mais interessantes. O seu perfil na plataforma online do PS4 permitirá que cada usuário defina listas de interesse, filtre notícias e compartilhe novidades sobre empresas, franquias e tipos de jogos. Basicamente, o usuário fornecerá ao sistema informações que possibilitem que um “perfil de jogador” seja montado, com as suas preferências. Com isso, a Sony prometeu formar um sistema onde o PS4 adivinhe os jogos que o usuário pretender jogar – e já deixe o download pré-montado. Explico: vamos supor que você seja um grande fã da franquia Final Fantasy. Compartilha todas as novidades, segue a Square-Enix e vibra com cada novo trailer. O sistema já poderá prever que você irá querer comprar digitalmente o próximo lançamento de Final Fantasy e já fará o download do game na sua conta. Assim, quando você efetuar o pagamento e efetivamente comprar o game, ele estará disponível de IMEDIATO.

Por fim, não podemos esquecer do termo Simples – embora esse, na apresentação da Sony, tenha ficado mais focado nos desenvolvedores e não nos usuários. A empresa japonesa afirmou que o seu PS4 é um dos mais elegantes sistemas de games criados e o comparou com uma tela em branco, disponível para a execução e criatividade de cada artista.

Especificações técnicas:

A Sony não foi muito específica nessa parte, mas anunciou um processador x86 de 8 núcleos, com uma GPU de PC e 8 gigas de memória RAm GDDR5. Se você, como eu, não entende muito o que esses números e termos significam, acho que posso simplificar dizendo que o PS4 é um monstro.  O seu processador é muito poderoso e quieto, não precisando de grandes coolers para seu funcionamento. Porém, ele peca por não ser exatamente o melhor processador do mercado, existindo opções melhores – como os da Intel, por exemplo.

Em termos gráficos, o PS4 terá uma GPU rodando com 18 unidades GCN – o que pode ser traduzido dizendo que a GPU possui 18 “centros de processamento”, cada um deles com 64 núcleos. O que isso significa? Que o PS4 terá um poder de processamento paralelo enorme, para lidar muito bem com as novidades da indústria. A resposta que você quer saber: sim, ele terá gráficos muito melhores que o PS3.

Os 8 gigas de RAM GDDR5 irão garantir uma velocidade tremenda para todo esse poder de processamento gráfico da GPU do PS4. Se você se preocupava com isso, não precisa mais: em termos de potência, o PS4 é INCRÍVEL. Os desenvolvedores choraram nos últimos meses que estavam no limite e ganharam de presente uma máquina sensacional.

O controle

PS4 Controle

O controle do PS4 é aquele mesmo que já havia vazado. Ele terá uma saída de áudio, para um fone de ouvido; uma barra de LED, que atuará em conjunto com uma câmera para trabalhar melhor com o processamento da movimentação do controle (algo parecido com o PS Move); e terá um botão Share.

Já citado antes, esse botão Share foi uma das principais novidades da conferência da Sony. Basicamente, ele permitirá que o jogador grave e publique vídeos das suas jogatinas (o PS4 terá um sistema novo de compressão e descompressão de vídeos).

Gaikai – streaming, PS Vita e amigos jogando o modo campanha com você

Porém, contudo e todavia, uma das novidades mais legais do PS4 é a integração entre o console e o Gaikai. Antes de tudo, é preciso dar uma má notícia: o PS4 NÃO TERÁ RETROCOMPATIBILIDADE com nenhum outro PlayStation. Pelo menos por enquanto – pode ser que a Sony anuncie um uso do Gaikai para isso, embora nada tenha sido mencionado ou deixado claro na conferência.

Como o Gaikai será usado no PS4? Bem, antes de tudo, uma pequena explicação: o Gaikai é um sistema de streaming que permite que um usuário rode um jogo em tempo real em outra máquina. Basicamente, você joga no seu PC um jogo que está rodando em outra máquina – não importando o poder de processamento que você tem.

Esse sistema estará no PS4 agindo em dois frontes principais: compartilhando jogabilidade e usando o PS Vita.

O primeiro fronte é um dos mais interessantes. Imagine que você está numa parte particularmente difícil de um jogo. Você usa o botão Share do seu controle, grava seu problema e coloca online. Um amigo vê, te contacta naquele mesmo momento e diz “Deixa que eu passo pra você”. Imediatamente ele usa o Gaikai para assumir o SEU JOGO, no SEU CONSOLE, e joga no console dele, passando a fase pra você. Essa novidade é incrível por inúmeros fatores, mas o principal é justamente o fato de criar uma janela de multiplayer dentro de um jogo single-player. Modos campanha agora poderão ser jogados “de 2”. Imagina que incrível seria um modo campanha de um God of War, por exemplo, onde existisse a possibilidade de você jogar com um amigo utilizando o Gaikai.

Já com o PS Vita, o Gaikai servirá basicamente para transformar o PS4 em um Wii U piorado: sabe aquela ideia da Nintendo de não precisar da televisão para jogar e poder rodar o jogo no Gamepad do Wii U? Então, é isso: você não precisa de TV e poderá jogar no seu PS Vita através do streaming do Gaikai.

Além disso, o Gaikai fornecerá um sistema de nuvem ao PS4, que vai possibilitar a exibição de serviços como Netflix e Crackle, por exemplo. Nada inovador, mas um acessório bem interessante para manter o que o PS3 já tem de bom.

Agora vamos falar de coisa boa – JOGOS!

Alguns novos títulos foram anunciados. Dê uma olhada neles:

Knack – um game fofinho, sobre uma guerra em um mundo de fantasia, onde um robôzinho tem o poder de crescimento e lutará numa guerra entre humanos e goblins. Veja o trailer:

Killzone: Shadow Fall – o novo Killzone. Um visual bem futurista, uma pegada que beira a distopia. Um FPS de guerra interessante, com o uso de algumas tecnologias dentro da trama – que envolve duas facções em conflito. Tem potencial para ser um dos chamarizes do PS4. Trailer:

DriveClub – um jogo de corrida que está em desenvolvimento há muito tempo. O foco do game são desafios automobilísticos (fazer um percurso em menos tempo, etc). O grande atrativo, além dos ótimos gráficos, é o empenho da equipe em fazer algo voltado para fãs de automobilismo. Basicamente, o jogo é muito fiel em termos de mecânica e deve oferecer uma jogabilidade realista. Trailer:

inFamous: Second Son – franquia que já era exclusiva do PS3 ganha um novo título aqui no PS4, bem diferente dos anteriores. Novamente, uma pegada com raízes distópicas, lembrando bastante Watch Dogs (já falaremos sobre). A trama do game parece falar sobre segurança e vigilância, mas também apresenta o uso de poderes. Trailer:

Witness – desenvolvido pelo estúdio de Jonathan Blow, o criador do sucesso indie Braid, o jogo colocará o usuário em uma ilha deserta e misturará exploração com puzzles. Parece ligeiramente divertido, com um visual mais estilizado. Trailer:

Watch Dogs – depois de roubar a cena na E3 2012, o game da Ubisoft rouba a cena aqui também. Que jogo incrível! Uma nova demo foi exibida, mostrando novos sistemas dentro do jogo e como o jogador poderá interagir com o ambiente: hackeando caixas eletrônicos, monitorando ameaças, atirando em câmera lenta. Uma mistura incrível de Person of Interest, GTA e Max Payne. O potencial é gigante e o hype está nas alturas. Trailer:

Destiny – dos mesmos criadores de Halo, que saíram da Microsoft e abraçaram o PS4, Destiny é ambicioso. Fruto de um casamento entre ficção científica e fantasia, o game tem potencial para chamar a atenção em breve, mas tem pouco para mostrar por enquanto.

http://www.youtube.com/watch?v=aia2h_rhfe4

Diablo III – a Blizzard subiu para anunciar Diablo III no PS3 e PS4. O mais interessante, porém, é que a empresa firmou uma parceria com a Sony – com potencial futuro incrível.

Demos Técnicas

O evento de anúncio do PS4 também foi recheado de demos técnicas de diversas empresas. Abaixo, um pequeno relato do que cada uma mostrou:

Quantic Dream – a criadora de Heavy Rain e Beyond: Two Souls, mostrou um pouquinho da sua engine gráfica no PS4. A empresa, conhecida por gráficos bem realistas, deverá entregar obras incríveis do ponto de vista estético nessa nova geração. Veja:

Havok – aqui, o foco não é gráfico, mas físico. A demo técnica da Havok coloca mais de mil objetos em simultâneo rodando no PS4 – tudo sem lag e na maior suavidade.

Media Molecule – outra que chamou a atenção. Querendo acabar com a tirania dos polígonos nos gráficos de video-games, a Media Molecule acabou “acidentalmente”, criando algo bem legal. O sistema deles reproduz em tempo real alterações “desenhadas à mão” pelo usuário e permite um exercício de criatividade incrível – ou como a empresa chamou ” a realização de sonhos”. O papo deles é mais focado para desenvolvedores, mas atraiu (e muito!) os usuários. Veja:

Capcom – Yoshinori Ono subiu ao palco para apresentar a Panta Rhei, nova engine da Capcom. Tecnicamente, a empresa japonesa não divulgou nada que faça chamar a atenção, mas apresentou uma nova franquia – um game com o título provisório de Deep Down – rodando na Panta Rhei. Engine e game estão sendo desenvolvidos em conjunto, então é provável que demorem para sair e que ainda sofram muitas alterações. Veja:

http://www.youtube.com/watch?v=d9UmHm9HA3c

Square-Enix – trollando todo mundo, a criadora de Final Fantasy subiu ao palco para exibir a Luminous, sua nova engine gráfica. Até aí tudo bem, o problema foi usar O MESMO VÍDEO DA E3 2012. Pô, Square, não dava pra bolar nada novo? Para se desculpar, a empresa prometeu exibir um Final Fantasy na E3. Seria Final Fantasy Versus 13 ou talvez Final Fantasy XV?

Final

No fim de tudo, a Sony acabou NÃO mostrando o PS4, mas prometeu uma data de lançamento: fim de 2013. Esperem pelo console na Black Friday americana, no final de novembro. Um detalhe: NINGUÉM comentou qual será a mídia do console na conferência. Mais novidades em breve ou na E3 2013!


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários