Deep Silver compra os direitos de Homefront: The Revolution da Crytek

Leandro de Barros

  quinta-feira, 31 de julho de 2014

Deep Silver compra os direitos de Homefront: The Revolution da Crytek

Game, que antes seria co-produzido pelas duas empresas, agora será só da Deep Silver

A Crytek e a Deep Silver estavam produzindo juntinhas, lado a  lado, o game Homefront: The Revolution. A ideia era lançar o game no ano que vem para Xbox One, PS4 e PC.

Porém, contudo e todavia, a Crytek passa por uma crise financeira bem complicada. Nos últimos meses, a empresa acabou perdendo vários funcionários na sua filial no Reino Unido (a equipe de lá até ficou um tempo sem trabalhar por não receberem o salário), a filial de Austin, no Texas, terá sua equipe reduzida e a empresa não teve dinheiro pra poder dar seguimento à uma sequência de Ryse (do Xbox One) após uma disputa com a Microsoft.

Aproveitando essa situação, a Deep Silver foi atrás da Crytek e comprou a parte dela dos direitos de Homefront: The Revolution pra desenvolver o jogo sozinha, num novo estúdio chamado Deep Silver Dambuster Studios, em Nottinghan, na Inglaterra. Ex-funcionários da Crytek trabalharão no game nesse estúdios.

A trama do game se passa em 2029, dois anos após os eventos de Homefront e quatro anos depois da invasão da Grande República da Coreia aos EUA. Os americanos já conseguiram recuperar o controle dos estados da sua parte oeste, incluindo o Alasca e o Havaí, mas os coreanos fizeram de Philadelphia, o berço da independência americana, sua base de controle. Porém, na cidade, uma nova resistência está nascendo, liderada pelo protagonista do game, Ethan Brady.

O game ainda não tem uma data de lançamento marcada.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários