Bethesda quer transformar Dishonored numa franquia

Dishonored é um dos games mais surpreendentes desse ano. O título desenvolvido pela Arkane Studios e publicado pela Bethesda recebeu apoio da crítica e do público, que correspondeu colocando no game nas listas dos mais vendidos desse fim de ano no mercado gamer mundial.

O sucesso é tanto que a Bethesda já pensa em transformar o game, que seria originalmente apenas um jogo, em uma franquia. Quem diz é o vice-presidente da empresa, Pete Hines, em entrevista ao Destructoid.

Eu posso dizer que Dishonored está excedendo de longe as nossas expectativas de vendas, o que é especialmente legal considerando que se trata de uma nova marca encarando franquias bem estabelecidas nesse trimestre. Nós atingimos números incríveis no último fim de semana, tanto nas lojas como no Steam, onde Dishonored foi listado como o número um em vendas no fim de semana. E Dishonored vendeu bem no exterior. Então, nós estamos muito agradados e agradecidos aos fãs que apoiaram Dishonored e a Arkane. Nós claramente temos uma nova franquia“, declarou o executivo.

Eu joguei Dishonored (você pode ler nossa opinião aqui e ainda conferir um pequeno gameplay comentado do jogo) e gostei muito do game da Arkane Studios. Não sei se uma franquia é exatamente a melhor opção a se seguir. Talvez ao explorar outros personagens daquele cenário funcione melhor do que continuar a história de Corvo.

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...