Apple não pode usar o nome iPhone no Mexico

A postura super-protetora da Apple com as suas marcas acabou saindo pela culatra no México, segundo afirma o jornal El Universal.

A empresa americana, criadora do iPhone, processou a empresa de telecomunicações mexicana iFone (lol), sob o pretexto de que os consumidores mexicanos não conseguiriam distinguir a empresa mexicana e o smartphone da Apple. Além disso, a empresa da maçã ainda acusava a companhia mexicana de surfar na onda do seu smartphone.

A reviravolta curiosa é que a marca iFone foi registrada no México em 2003, enquanto a Apple só registrou o iPhone em 2007. Resultado: a Apple perdeu o primeiro processo, a empresa mexicana processou de volta e ganhou esse “contra-ataque”.

Agora, de acordo com a Justiça Mexicana, a empresa iFone é a única permitida a explorar as marcas “iFone” e “iPhone” no Mexico. Além disso, a iFone poderá reclamar parte dos lucros que a Apple conseguiu no Mexico utilizando o nome iPhone.

De acordo com Eduardo Gallástegui, advogado da iFone, a empresa entrará na Justiça para receber uma indenização de pelo menos 40% dos lucros das vendas de serviços do iPhone no México.

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...