Analista espera Mass Effect 4 e Mirror’s Edge antes de Março de 2016

Leandro de Barros

  quinta-feira, 09 de abril de 2015

Analista espera Mass Effect 4 e Mirror’s Edge antes de Março de 2016

Michael Patcher faz relatório prevendo dois jogos ainda nesse ano fiscal

O ano fiscal para muitos países, incluindo aí EUA e Japão (onde estão algumas das principais empresas de video-games), começa em Abril e termina em Março. Por isso, as empresas planejam seus principais lançamentos pensando nessa janela: Abril de um ano até Março de outro.

Assim, nós acabamos de começar um novo ano fiscal para essas empresas, cheio de aventuras e alegrias (ou tristezas, o mercado é um lugar implacável).

Como todo começo de “ano civil” é cheio de previsões, expectativas e promessas, o mesmo acontece com as empresas – a diferença é que, ao invés daquelas revistas de horóscopo, investidores vão atrás de relatórios de analistas sobre o ano fiscal que se inicia.

Michael Pachter, um dos mais famosos analistas da indústria dos games, escreveu um relatório (que o Videogamer teve acesso) sugerindo que a EA pode lançar Mirror’s Edge 2 e Mass Effect 4, dois dos seus mais aguardados projetos, antes que esse ano fiscal se acabe, ou seja, antes de Março do ano que vem.

A forte presença da EA nos consoles da nova geração coloca a empresa numa posição para ter sucesso nos próximos anos. O ano fiscal de 2015-2016 deve ter ainda o lançamento de Mass Effect 4, Mirror’s Edge 2, um novo Need for Speed e Star Wars: Battlefront, assim como significativas novas vendas de Battlefield Hardline, lançado recentemente

Já era esperado que um novo Need for Speed fosse oficialmente anunciado na E3 desse ano (e lançado no fim do ano, como sempre), assim como Star Wars: Battlefront. Mas o estágio inicial dos desenvolvimentos de Mass Effect 4 e Mirror’s Edge 2 fazem com que os dois jogos sejam uma surpresa nessa lista.

 


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários