Análise Need for Speed: Rivals

Gosta da franquia Need for Speed? Confira como foi a estreia dos carros mais velozes do mundo dos games na nova geração de consoles.

Pedro Luiz

  terça-feira, 03 de dezembro de 2013

Não há um gamer que tenha vivido as três gerações passadas e que desconheça a franquia Need for Speed. Mesmo gerando debates a respeito do estilo de jogo ou da premissa, a marca leva consigo respeito e prestígio bastante fortes. E é óbvio que a nova geração de consoles, encabeçada pelos poderosos Playstation 4 e Xbox One, teria que abrir seus trabalhos com um representante da franquia de jogos de corrida mais consumida no mundo. Need for Speed: Rivals é esse ambíguo representante, que tenta unir dois quesitos previamente avaliados pelos jogadores, mas que não entrega nada além de uma colagem preguiçosa dos jogos anteriores.

Need-for-Speed-Rivals-01

Desenvolvido e distribuído pela norte-americana Electronic Arts, Need for Speed: Rivals surgiu durante a última E3, e prometia ser uma espécie de fusão entre o bem avaliado Need for Speed: Hot Pursuit, com suas perseguições policiais, e o não tão bem avaliado Need for Speed: Most Wanted, com seu mapa aberto e liberdade para escolher eventos aleatórios. E, pasmem, o jogo é exatamente isso.

Menos é mais. Só que não.

A estrutura do jogo é simples. Você tem a possibilidade de viver um piloto de fuga ou um homem da lei, e pode, após os tutoriais iniciais, trocar de posição a qualquer momento do jogo. O famoso ‘’play as cop’’. Algo que já havia sido proposto em no mínimo dois outros jogos da franquia, mas que, por alguma razão, estava sendo tratado como ‘’grande inovação’’.

Assim como em Need for Speed: Most Wanted, o jogador precisa se deslocar entre um evento e outro. Mas no jogo passado, o mapa apresentava atrativos, no mínimo, mais interessantes. Podíamos passar bons minutos tentando pular das rampas escondidas entre prédios e construções abandonadas. Já em Redview County, distrito criado para o jogo, os eventos são bastante repetitivos, limitando-se às corridas em que o jogador desafia alguém durante o ‘’rolê’’ ou às perseguições em que você precisa escapar da polícia. Um ou outro radar fica medindo a sua velocidade aqui e ali, mas fica nisso. Os desafios de tempo também estão presentes.

363342

Uma inovação. Uma esperança.

Bastante promissor do ponto de vista da jogabilidade, o sistema All Drive veio para tornar as corridas de NfS: Rivals mais divertidas. E sim, ele consegue. Nesse novo sistema, você pode correr uma corrida e mudar para o modo online em tempo real, e algum amigo pode aparecer do seu lado, te passar e chutar a sua bunda.  Mais bacana ainda é a automaticidade do sistema, que junta jogadores assim que você inicia o jogo e os coloca no mesmo mapa, no mesmo servidor. Sem essa de ficar procurando salas de jogadores afim de uma corridinha. Aqui, o jogo faz isso por você.

Além da comodidade, o jogo te descola alguns pontos em determinadas parcerias que você pode concluir em alguns eventos. Um exemplo? Você está jogando como policial e um dos companheiros no mesmo server que você, também. Se os dois forem sagazes o bastante para darem um ‘’busted’’ no malandro que passar correndo, o jogo os recompensará. Assim também acontece no modo ‘’driver’’.

A famosa customização, que não poderia faltar, também marca presença com alguns novos atributos modificáveis. E o jogo marca a volta das Ferraris ao mundo de Need For Speed.

Nem só de gráfico vive o homem.

O motor gráfico chamado de Frostbite anda presente nos jogos da Electronic Arts há algum tempo, e vem obtendo bastante sucesso. Veja Battlefield, por exemplo. Aqui, temos o Frostbite 3, o mais avançado motor gráfico da empresa, e que, sim, está absolutamente bem executado nas colinas, pistas e carros do game. É comum diminuir um pouco a velocidade para vislumbrar belíssimas paisagens de Redview County durante os ‘’rolês’’ necessários (não há outra forma de chegar aos eventos). Os detalhes estão muito bem trabalhados. Podemos ver gotinhas de água espirrando na ‘’tela’’ enquanto o carro passa em algum lugar molhado, ou folhas que caem graciosamente das árvores. Além disso, o cenário não sofre renderizações a medida que o carro avança, e isso é um grande passo. A paisagem está toda lá, o que muda é somente a perspectiva.

NFS_RIVALS_LONG

Mas da mesma forma que o também conhecido pelos gráficos (e não pela jogabilidade) Need for Speed: The Run foi criticado, Rivals repete a dose. Enquanto o gráfico mantém-se impecável e agradável aos olhos mais treinados, a mecânica falha miseravelmente, e isso fica claro a partir do tutorial. O jogo mantém a pegada arcade e lembra os tempos de ‘’Daytona USA’’, com as batidas absurdas e saltos que desafiam a física. Fiquei procurando o local para colocar as fichas aqui no meu PC, mas não encontrei.

Um 3 em 1 muito ingrato

Juntando atributos de jogos anteriores da franquia (The Run, Hot Pursuit e Most Wanted) e adicionando somente um sistema realmente relevante, Need for Speed: Rivals surpreende de forma negativa. Joguei absolutamente todos os jogos da série Need for Speed, e sem medo vos digo, esse foi o único dos títulos que não apresentava nenhuma motivação relevante que me fizesse pagar os protocolares 99,90 na cópia digital. Se você prima pelos gráficos antes de qualquer coisa, vá sem medo. Se você gosta de jogar um vídeo game, pegue a senha e sente-se ao meu lado nessa degradante (e cumulativa) queda da franquia Need for Speed.

Até o momento, esse é o melhor jogo de corrida geração. É uma pena que ela tenha começado na semana passada.

Uma colagem preguiçosa dos jogos antecessores marca a estreia da franquia Need for Speed na nova geração de consoles.

TL;DR

Juntando atributos de jogos anteriores da franquia (The Run, Hot Pursuit e Most Wanted) e adicionando somente um sistema realmente relevante, Need for Speed: Rivals surpreende de forma negativa. Joguei absolutamente todos os jogos da série Need for Speed, e sem medo vos digo, esse foi o único dos títulos que não apresentava nenhuma motivação relevante que me fizesse pagar os protocolares 99,90 na cópia digital. Need for Speed: Rivals Corrida Desenvolvedor: Electronic Arts Distribuidor: Electronic Arts Data de lançamento: 22/11/2013 - Xbox One 19/11/2013 - PS4, Xbox 360, PS3, PC
Comentários