Activision libera o trailer de lançamento de X-Men: Destiny

O trailer de lançamento de X-Men: Destiny foi liberado hoje pela Activision.

O game apresentará aos jogadores a possibilidade de serem mutantes no universo dos X-Men, com três poderes para escolher e outros 3 extras, e a possibilidade de escolherem se serão membros dos X-Men ou da Irmandade dos Mutantes.

X-Men: Destiny tem dividido opiniões sobre os fãs dos mutantes da Marvel e fãs de video-games. Muita gente tem criticado o jogo por dois motivos básicos: falta de liberdade de customização e gráficos ruins.

Quanto ao primeiro, pois é. A Activision pisou na bola não liberando um modo de criação de personagem, com a liberdade de escolher entre muitos poderes diferentes.

Já em relação aos gráficos, acredito que são críticas que partam de crianças de 12 anos. Sério, tem gente que já jogou verdadeiros perrengues no NES e está criticando os gráficos de X-Men: Destiny? Claro, não são um Battlefield 3, mas são aceitáveis, hein?

X-Men:Destiny é o primeiro jogo totalmente voltado para o mutantes da Marvel desde 2006. Apostando no interesse reascendido pelo reboot da franquia cinematográfica, X-Men: Destiny promete uma história inspirada, jogabilidade elaborada e, é claro, muita destruição.

Você assumirá o papel de um mutante — aparentemente serão três opções de personagem. A história começa em São Francisco e será ambientada no arco de histórias atual, no qual o Professor X está morto.

Durante uma reunião em memória do filantropo e fundador da Escola Xavier para Jovens Superdotados. No entanto, como é costume, as coisas degringolam e em pouco tempo o que era um respeitoso ato fúnebre se transforma em uma batalha campal entre os X-Men e a Irmandade de Mutantes.

X-Men: Destiny será lançado amanhã para Xbox 360, PS3, Nintendo Wii e 3DS.

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...