Crítica Segredos de Sangue

A estreia de Chan-wook Park em Hollywood com Segredos de Sangue

Eder Augusto de Barros
edaummm

  sexta-feira, 14 de junho de 2013

O sul-coreano Chan-wook Park faz sua estreia em Hollywood ao lado de Nicole Kidman, Mia Wasikowska e Matthew Goode. O diretor tenta trazer com ele os temas que colocaram em rota mundial como violência, sexo e sangue.

STK-9478-1.NEF

No aniversário de 18 anos de India Stoker (Mia Wasikowska), seu pai sofre um acidente de carro e morre. A convivência desta garota tímida com a sua mãe (Nicole Kidman) torna-se ainda mais problemática, fato agravado pela visita dos parentes durante o funeral. Entre os familiares presentes, está o tio Charlie (Matthew Goode), um aventureiro que passou a vida inteira entre as cidades da Europa, sem dar sinal de vida. India nunca soube da existência desse homem, mas logo a sua presença traz à tona o sombrio passado da família Stoker.

Acho que só pelo fato de ter Chan-wook Park na direção você não pode esperar suspense comum, ou melhor, previsível. A principal obra de diretor, Oldboy, se reflete muito nas atitudes tomadas pelo diretor em Segredos de Sangue: informações fragmentadas, nunca mostradas da maneira esperada e viradas na história (o famoso plot twist). Em momentos fiquei com a sensação de que ele estava desesperadamente tentando fazer algo tão impactante como Oldboy, o que não é um ponto negativo.

De fato o filme não é assim tão impactante, mas isso não tira o mérito do que Park conseguiu nos apresentar. O diretor utiliza uma ótima fotografia para nos mostrar dramas psicológicos dos personagens, principalmente de India (Mia Wasikowska) e os problemas familiares que foram gerados com a morte de Richard Stoker (Dermot Mulroney), pai de India. A direção de arte do filme também é fantástica, e eu não estou superestimando. Com Segredos de Sangue fica bem evidente a qualidade técnica de Chan-wook Park.

Stoker-Sundance-Matthew-Goode-director-Park-Chan-Wook-Mia-Wasikowska-and-Nicole-Kidman

O que me incomodou um pouco em Segredos de Sangue (Stoker), não a ponto de estragar o filme, é o fato de parecer uma busca desesperada pelo twist que vai te chocar. É uma busca incansável mas infelizmente nada consegue chegar à esse ponto, não passa de um mistério familiar e uma menina problemática. O fantasma Oldboy parece ter perseguido o diretor durante a execução do roteiro escrito por Wentworth Miller (O Michael Scofield de Prison Break), que já disse ter se inspirado em A Sombra de uma Dúvida de Hitchcock, que tem sim suas semelhanças.

As atuações estão muito bem , principalmente Mia Wasikowska que tem uma personagem bem difícil nas mãos e acima de tudo tem que fazer o espectador sentir o porque de suas atitudes, e a reflexão delas no seu interior. India é uma personagem completamente fechada para o mundo, mas que ao mesmo tempo tem de deixar transparecer para nós, espectadores, tenhamos capacidade de entender o filme. Matthew Goode também merece destaque, sobretudo pela sua expressividade, tio Charlie é um personagem tão difícil quanto India, mas Goode não precisa se esforçar para nos fazer entender, flashbacks fazem isso por ele. Nicole Kidman tem um papel um pouco mais apagado e mais simples que os demais, mas nem por isso deixa de estar bem.

stoker-poster-us

Segredos de Sangue é uma boa estreia para Park em Hollywood, tecnicamente ele foi impecável, esperava um pouco mais da história, algo um pouco mais surpreendente, mais chocante, mais Chan-wook Park. É um filme interessante de se assistir, e para quem gosta do cinema bem executado, é uma experiência a se levar em conta.

Segredos de Sangue estreia nesta sexta-feira, 14 de junho e tem em seu elenco Nicole Kidman (Moulin Rouge), Mia Wasikowska (Alice no País das Maravilhas), Matthew Goode (Watchmen), Jacki Weaver (O Lado Bom da Vida) e Phyllis Sommerviller (O Curioso Caso de Benjamin Button).


Comentários