Coluna /// Sala9 Sala9

Thor | Crítica

  Leandro de Barros  |    quinta-feira, 28 de abril de 2011

Review do filme do Thor

Thor é o filme com mais vertentes da Marvel até agora. E, ao que parece, com mais vertentes bem sucedidas.

Depois do filme começar (e nossa review junto!), a gente viu o trailer de Transformers: The Dark of the Moon. Confere aqui!

O filme do Asgardiano vivido por Chris Hemsworth é dividido para agradar a todos os perfis de pessoas que possam entrar no cinema. As pessoas dizem que não se pode agradar à todos… bem, Thor duvida.

Seja você um fã do personagem (como eu!), um conhecedor do universo Marvel em geral, alguém que só quer assistir o novo blockbuster ou um amante do cinema como arte, ouso dizer que você sairá satisfeito do cinema.

thor9A história do filme é aquilo que já sabíamos: Thor é um príncipe de Asgard, pronto para se tornar o Rei, substituindo seu pai, Odin. Após uma pequena invasão no dia da coroação, Thor rompe com a trégua de Asgard com o reino dos Gigantes de Gelo e acaba causando uma nova guerra. Furioso, Odin manda Thor à Terra para aprender a ser humilde. Na Terra, Thor encontra com a Dra. Jane Foster e sua equipe, composta pelo Dr. Sevig e a estagiária Darcy, no meio de suas pesquisas.

A trama tem um “que” de Shakespeare que vai agradar aos amantes da 7ª arte. Há toda uma camada de traição, disputa familiar e vingança ao redor do trono de Asgard e a interpretação dos três pilares desse cenário foi ótima. Chris Hemsworth (Thor) um pouco abaixo dos outros, mas Anthony Hopkins (Odin) e Tom Hiddlestone (Loki) tiveram interpretações fantásticas. Literalmente dentro de outro mundo no filme, estiveram Natalie Portman, Stellan Skarsgård e Kat Dennings. A primeira parece ter sido usada como cartaz para atrair gente ao cinema e dar mais peso ao elenco. Natalie Portman teve pouco tempo de tela, apesar de usá-lo bem. Sua personagem teve pouco peso na trama, menos que alguns dos coadjuvantes do nucleo asgardiano. Os outros, serviram ao seu propósito. Stellan Skarsgård pareceu meio perdido no filme, bem como seu personagem, mas acredito que caberá a ele conectar Thor no filme de Os Vingadores, já que Natalie Portman não estará no elenco. Kat Dennings funcionou bem como o alívio cômico do filme. Eu achei-a uma gracinha e o cinema todo riu com a Darcythor5

A divisão da trama para agradar à gregos e troianos pareceu óbvia para mim: enquanto o nucleo de Asgard justificava a ida dos mais críticos ao cinema, a turma da Terra entretinha os “trouxas” do Universo Marvel (é preciso inventar um termo pra essa gente. Roubar “trouxas” do Harry Potter é inadmissível). A parte da SHIELD deu gás para os fãs de quadrinhos e o Thor costurava os 3 núcleos e chutava bundas, bem como os fãs queriam.

A produção do filme, magnífica. Não que a gente esperasse o contrário com os $150 milhões de investimento, mas estava realmente acima da média. Lembram que  eu disse aqui que tinha achado interessante o contraste entre Asgard e Terra, denotado pelo clima, cores e tudo mais? Sem querer me gabar, mas eu meio que estava certo. Asgard é rica, com cores vivas e predominancia do dourado, mostrando a nobreza do lugar em todas as oportunidades. A Terra é árida e um pouco mais desbotada, se comparada com Asgard e a terra dos Gigantes de Gelo (nem sonhando que eu conseguiria escrever aquilo sem ctrl+c e ctrl+v) é azul, sem vida. Essa parte da produção foi bem característica e bem feita.

Eu acho a parte da “ação” do filme a mais complicada de falar. Explico:

Ainda que as batalhas do longa serviram para mostrar o que é o Thor, elas ficaram um pouco abaixo do que o grande público vai querer ver.  A luta contra os Gigantes de Gelo é incrível, mesmo. Thor é doutrinador ali e, bem, falta palavras. É fantástico. A batalha contra o Destruidor é aceitável e a luta com Loki, bem… Como eu disse, as batalhas mostram o que é o Thor: um cara praticamente sem oponentes à altura e que vai descer o cacete em quem “ousar ameaçar o filho de Odin”.

Pra terminar, falar dos Easter Eggs e da cena pós-creditos: WOW! Os “ovos de Páscoa” estão fantásticamente bem colocados e alguns me deixaram com um sorriso no rosto durante o filme. Não vou falar quais ou onde estão pra não tirar sua diversão, fã de Thor, mas tenho certeza que você vai curtir bastante. O único deles que já tinha sido noticiado e até vazado vídeo na internet era a participação do Gavião Arqueiro e, pra quem achou que aqueles 2 frames onde ele aparecia era rídiculo, bem… não é só aquilo. Ele tem falas e, aparentemente, já é um Vingador operante (Oh, spoilers!!). Sobre a cena pós-créditos, é aquela mesma que a transcrição vazou por aí. Mas vale a pena ficar até o fim. MESMO.

Quando o filme foi anunciado, eu fiquei na dúvida se tratariam o personagem pelos quadrinhos clássicos, usando o alter-ego Donald Blake e tudo mais, ou se usariam a versão do Universo Ultimate. Nem um, nem outro, embora com (muito) mais pendor para este último. O filme foi feito MESMO pra apresentar o personagem ao grande público, impressioná-lo e fazer o filme de Os Vingadores ganhar peso com a “massa”.

Homem de Ferro foi um filme que levantou a fasquia lá pro alto. Qualquer outro “vingador” que tivesse filme, teria de fazer um trabalho MUITO bom para não decepcionar o público, já mal acostumado com a qualidade dos filmes de Tony Starks, mas Thor esteve à altura do desafio. Resta ver se o líder da equipe cumprirá seu papel dia 19 de julho quando estrear Capitão América – O Primeiro Vingador.

Se você é fã do Asgardiano, pode aproveitar e conhecer essa promoção da ComicCity.

PS: Chris Evans tem gabarito para interpretar o líder do Homem de Ferro e do Thor??

PS2: O elenco todo é muito bonito. Deu pra sacar nossa homenagem à ala feminina com as fotos que a gente usou pra ilustrar a matéria, né?

 

Sobre » Sala9

Sala9 é a nossa coluna sobre cinema. Mais do que notícias ou comentários, aqui você lerá opiniões e artigos falando sobre diferentes pontos da Sétima Arte, com aquela puxada de sardinha pro nosso lado mais pop.

Afinal, pra onde você vai quando quer falar de cinema? A gente vai pra Sala9.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários