SuperCasting: O Reboot do Batman

  Leandro de Barros  |    quarta-feira, 01 de agosto de 2012

Com o fim da Trilogia do Cavaleiro das Trevas de Christopher Nolan, a Warner já planeja um reboot do Batman. Para ajudar o estúdio, nós damos as nossas sugestões de quem deve viver o herói nos cinemas

E Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge já estreou no Brasil. À essa altura, você já deve ter visto, revisto, visto mais uma vez e acompanhado seu amigo que nunca leu quadrinhos nos cinemas. Se bobear, já sabe até recitar as falas do longa. Mas o último filme do Batman dirigido por Christopher Nolan não será o último filme do Batman.

A Trilogia do Cavaleiro das Trevas pode ter terminado, mas a Warner já garantiu um reboot do personagem nos cinemas. E o reboot é inevitável, não importa o quão definidora ou ideal seja o Batman do Nolan. Se você vibraria de emoção se o cineasta anunciasse um quarto filme do Batman, não pode realmente reclamar de um reboot. Mas isso é conversa para outro dia. O papo de hoje é: QUEM vai participar desse reboot?

Na nossa seção SuperCasting, nós costumamos sugerir atores para papéis em adaptações cinematográficas que podem (ou não) acontecer. O tema de hoje é o reboot do Batman e as regras básicas se mantém:

  • Um ator ou atriz é definido por papel, mas outras duas opções são apresentadas;
  • As escolhas são opções pessoais. É natural e recomendado discordar. Apresente suas idéias nos comentários;
  • Nesse SuperCasting em especial nós vamos falar sobre os personagens do Universo Batman. Isso significa que nem todos os personagens aparecerão em todos os filmes. Por isso, a regra de não usar tantos atores Lista A é revogada.

Então vamos lá:

Roteirista e Diretor

supercasting-batman-paul-dini

Paul Dini – Roteirista | Diretor

Poucas pessoas já trabalharam tanto e tão bem com o Batman quanto Paul Dini. No currículo do roteirista, estão obras como Batman: The Animated Series, Batman do Futuro e Batman: Arkham City, só para citar algumas. Além disso, Dini já escreveu alguns quadrinhos do Batman (e deve escrever mais ainda no futuro).

Num resumo simples: já está na hora de entregar o Batman para quem entende do Batman. Não me entendam mal, eu adoro os filmes do Nolan e dos roteiros do Jonathan Nolan e do David Goyer, mas Paul Dini é o homem para trazer o Batman detetivesco dos quadrinhos da DC para os cinemas.

Opções B e C: Realmente, eu não tenho opções reservas para os roteiros dos próximos filmes do Batman. Paul Dini é o homem a escrever o futuro do herói nos cinemas. No campo da direção, qualquer um que já trabalhou nas animações da DC, como Brandon Vietti (Batman Contra o Capuz Vermelho), já serve.

Elenco

supercasting-batman-ryan-gosling

Ryan Gosling – Batman / Bruce Wayne

Quais os requisitos para ser o Batman? Em primeiro lugar, o cara tem que ser um bom ator. Apesar de filmes baseados em quadrinhos terem sido tratados como algo infantil no passado (cof cof Joel Schumacher cof), a verdade é que a Trilogia do Cavaleiro das Trevas mostrou que há qualidade e que há boas histórias para serem contadas com super-heróis e o Batman é um dos mais complexos deles.

Em segundo lugar, é preciso ter presença na tela. Saber dominar a cena, não ter problema com cenas de ação ou coisas do tipo. Por fim, eu imaginio que a DC e a Warner queiram aproximar os próximos filmes à versão do herói em Os Novos 52. Nos quadrinhos atualmente, o Batman é um pouco mais novo do que o “normal”. Some tudo isso e o nome mais confiável para assumir o manto nos cinemas é o de Ryan Gosling. O ator já provou em Drive que tem talento para viver o personagem e só precisaria de uma tinta no cabelo pra ficar moreno. Fora isso, vale lembrar que a própria Warner já sondou o ator para que ele fosse o Batman daquele filme cancelado da Liga da Justiça.

Opções B e C: John Hamm (Mad Men) e Idris Elba (Luther). John Hamm entra aqui como um recurso caso a Warner procure por um Batman mais experiente, mais adequado à presença dos Robins e mais parecido com o da graphic novel Batman: O Cavaleiro das Trevas. Idris Elba é aquela opção mais “exótica”. Se a Warner quiser pular para um lado mais experimental, por que não?

supercasting-batman-alfred-john-cleese

John Cleese – Alfred

Michael Caine foi o único ator que acenou com a possibilidade de voltar para um novo filme do Batman, ainda que em tom de brincadeira. Caso ele realmente não volte para o papel, nós precisaríamos de alguém com talento interpretativo, sotaque britânico e uma vocação para uma pitadinha de humor. Quem melhor para o papel do que John Cleese, um dos membros do Monty Python?

Opções B e C: Ian McKellan (O Senhor dos Anéis) e John Hurt (V de Vingança). O Magneto / Gandalf seria outra ótima escolha, mas ele seria talvez um nome pesado demais para o filme. Como eu pretendo “gastar” mais pra frente, economizo aqui escolhendo alguém tão bom quanto como Opção A. John Hurt é outro excelente ator e só não foi minha primeira escolha porque eu gosto muito de Monty Python.

supercasting-batman-bryan-cranston-jim-gordon

Bryan Cranston – Comissário Gordon

Desculpem, mas essa não tem nem disputa. Bryan Cranston é um dos melhores atores da televisão americana (se não o melhor), tem uma semelhança incrível com o personagem e sabe interpretar um badass com naturalidade incrível. Substituir Gary Oldman não é tarefa fácil, mas se tem alguém indicado para o trabalho, esse alguém é Bryan Cranston. E ele até já interpretou o personagem uma vez! O ator dublou o Comissário Gordon na animação Batman: Ano Um. Já tem familiaridade.

Opções B e C: Steve Buscemi (Boardwalk Empire) e Tom Selleck (Magnum). Buscemi é outro ator premiadíssimo e que faz muito sucesso na TV norte-americana atualmente com a série Boardwalk Empire, além de ser outro favorito dos fãs para o papel. Inclusive, o Saturday Night Live já fez uma paródia dos filmes do Batman com o Buscemi como o Comissário Gordon. Já o Tom Selleck é o dono do melhor bigode de Hollywood e já foi o Magnum. Sem mais.

Os Robins

Você goste ou não do Robin, é impossível negar que o personagem é uma parte importante da mitologia do Batman. Mais: ele é parte do trabalho do Batman de passar adiante os seus conhecimentos e a sua luta contra o crime. O personagem já foi muito maltratado após os filmes do Joel Schumacher e depois da série da década de 60, então está na hora de trazê-lo de volta como deve ser. Vou tentar escalar cada Robin, mas sem a obrigação que todos eles apareçam nos filmes. Aproveito para escalar a Batgirl também.

supercasting-batman-robin-damian-wayne

Asa Butterfield – Damian Wayne

Você já viu A Invenção de Hugo Cabret? Pois é, pegue aquele garoto, faça com ele o mesmo que fizeram com a Chloë Moretz em Kick-Ass e deixem Damian Wayne virar o novo personagem favorito de quem nunca leu quadrinhos. Mal-humorado, violento e com a língua tão afiada como sua espada, Damian tem o que é preciso para conquistar o grande público nos cinemas.

Opções B e C: Isaac Hempstead Wright (Game of Thrones) e Gus Lewis (Batman Begins). O mesmo procedimento feito com Asa Butterfield pode ser feito com Bran, da Casa Stark. E sim, eu me recuso a colocar o Carl de The Walking Dead como Opção C. Prefiro que chamem o rapazinho que fez o jovem Bruce Wayne em Batman Begins.

supercasting-batman-robin-tim-drake

Logan Lerman – Tim Drake

Todos os Robins possuem uma característica do Batman. O Damian Wayne é a habilidade marcial e a teimosia de Bruce Wayne. Tim Drake possui o seu intelecto. Um dos mais bem sucedidos (e inteligentes) Robins, Drake seria melhor usado em um filme dos Novos Titãs do que num filme do Batman. Mas, caso ele venha a aparecer, por que não colocar o Percy Jackson para interpretá-lo?

Opção B: Ryan Kelley (Ben 10). Pois é, pois é. Eu escolhi o Ben 10 como Opção B. Pode tirar sarro e não me levar mais à sério.

supercasting-batman-aaron-paul

Aaron Paul – Jason Todd

Um dos Robins mais polêmicos de todos. Jason Todd foi violento e pouco querido pelos fãs enquanto viveu o Menino Prodígio, até ser morto pelo Coringa. Curiosamente, quando Todd voltou como o Capuz Vermelho, ele se tornou um personagem mais “agradável” aos leitores. Seja como for, a história do Capuz Vermelho é uma história bem interessante e que poderia facilmente ser levada aos cinemas. A própria presença de Todd como o Capuz Vermelho, representando o segundo erro do Batman debaixo do mesmo capuz (de acordo com A Piada Mortal, o Coringa é criação do Batman e usava o mesmo capuz quando caiu em um tanque com produtos químicos) é algo bem interessante de se ver no cinema. Aaron Paul (Breaking Bad) é um ator muito competente e também é outro que já esteve em Gotham, na minissérie Birds of Prey.

Opções B e C: Ben Foster (Assassino à Preço Fixo) ou Jamie Bell (As Aventuras de Tintim). Se Aaron Paul não for o escolhido para ser o Jason Todd nos cinemas, Ben Foster tem de ser. Assista Assassino à Preço Fixo e nós voltamos a conversar. Já Jamie Bell tem mais cara de “bonzinho”, mas poderia trazer o lado mais chorão e “o-Batman-não-me-ama” de Todd.

supercasting-batman-nightwing

Milo Ventimiglia – Asa Noturna

Eu tenho dúvidas em relação à essa escolha. Primeiro, porque eu não sei se o grande público vai entender bem o conceito do Asa Noturna. Ele era o Robin, cresceu e virou Asa Nortuna. Parece fácil, mas quem não lê quadrinhos nem sabia que existia mais de um Robin. Segundo, porque Milo Ventimiglia não é exatamente o melhor ator do mundo. Porém, o filho do Rocky é uma escolha menos clichê do que o Ian Somerhalder.

Opções B e C: Ian Somerhalder (The Vampire Diaries) e Adam Brody (The OC). Ok, agora sim, a escolha de 9 em cada 8 fãs do Batman. Ian Somerhalder como o Asa Noturna. Comemorem. Um fato curioso: os três atores que eu escolhi para serem o Asa Noturna são mais velhos do que o Ryan Gosling, que eu escolhi para ser o Batman. Mas que culpa eu tenho se o Batman de Os Novos 52 tem 20 e poucos anos e mesmo assim conseguiu treinar todos os Robins em apenas 5?

supercasting-batman-batgirl

Deborah Ann Woll – Batgirl / Oráculo

A Batgirl é outra que merece uma reformulação depois de ser a sobrinha do Alfred em Batman & Robin. Pessoalmente, eu acho que a Oráculo funcionaria muito melhor nos cinemas do que a própria Batgirl. Porém, se nós vamos seguir a linha de Os Novos 52 nesse SuperCasting, nós temos de seguir a linha dela ter se recuperado e voltar a ser a Batgirl. Deborah Ann Woll (True Blood) é uma atriz que consegue bancar as duas vertentes da Barbara Gordon sem problemas (principalmente a versão Oráculo).

Opções B e C: Karen Gillan (Doctor Who) e Jacqueline Emerson (Jogos Vorazes). Eu costumo escolher para Opções B e C nomes que tragam vertentes diferentes da mesma personagem. No caso, escolho a Karen Gillan como uma Batgirl mais iniciante, mais nova, e a Jacqueline Emerson como uma versão mais adolescente da Barbara Gordon, talvez ainda até passando pelo seu treinamento com o Batman.

Os Vilões

Aah, a galeria de vilões do Batman. Uma das melhores (se não a melhor) dos quadrinhos. Tantos nomes, tantas possibilidades. Um herói só é tão bom quanto o seu próprio vilão, então é hora de escolher sabiamente quem serão os próximos adversários do Batman.

supercasting-batman-joker

Adrien Brody – Coringa

O Coringa. Peça fulcral dos novos filmes do Batman nos cinemas. Um diretor mais ousado, começaria logo com ele. Um diretor mais temeroso, deixaria-o para o final. As comparações com os excelentes trabalhos de Jack Nicholson (Batman) e Heath Ledger (Batman – O Cavaleiro das Trevas) serão inevitáveis. Adrien Brody parece ser um dos nomes que mais se encaixam no papel. Primeiro, porque é competente – o Oscar ganho por O Pianista já prova. Segundo, porque tem a cara de louco que o papel demanda. Por fim, porque pode ver no Coringa o papel definitivo para a sua carreira. Talento, motivação e oportunidade. Os mesmos três itens que Nicholson e Ledger tinham quando assumiram o papel. Quem sabe?

Opções B e C: Viggo Mortensen (O Senhor dos Anéis) e Jim Carrey (Brilho Eterno de Uma Mente sem Lembranças). Viggo Mortensen é uma aposta mais segura. Assim como Adrien Brody, ele possui o talento, a motivação e a oportunidade para o papel. Mais do que isso, possui o marketing para chamar o público ao cinema. Já Jim Carrey é uma escolha arriscada, eu sei. O seu Charada ainda dói na alma. Porém, Carrey tem talento. E Carrey precisa desesperadamente de um papel que não seja só mais uma comédia, de um papel que prove sim que ele pode ser um ótimo ator dramático. Carrey seria a escolha dos ousados, Mortensen a escolha dos mais temerosos e Adrien Brody um misto dos dois.

Michael C. Hall – Charada

Uma das coisas que mais doeu na minha alma foi ver a galera que pedia o Johnny Depp como o Charada em Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge. Tudo por causa do Coringa do Heath Ledger. Infelizmente, eu tenho que discordar veementemente. O Depp faria um Charada mais descontrolado, mais ou menos como foi o próprio Coringa. O Charada não é assim, ele é mais perfeccionista, calculista, frio. Ele é mais como o Dexter. E quem melhor pra ser o Charada, então? Michael C. Hall, claro. Nós também precisaríamos contar com a habilidade de Paul Dini em criar uma história realmente boa pro Charada, porque ele merece!

Opções B e C: Neil Patrick Harris (How I Met Your Mother) e Hugh Laurie (House). Sobre Neil Patrick Harris, veja isso. Ok, você já foi convencido, tenho certeza. Sobre Hugh Laurie, o cara é talentoso pra caramba e faria um Charada indefectível. O problema é saber se ele se interessaria sobre o projeto.

supercasting-batman-harvey-dent

Joel Edgerton – Duas-Caras

Uma das características mais legais do Duas Caras é que ele poderia facilmente ser o Batman se tivesse os recursos para isso. Harvey Dent foi um promotor voltado para o bem de Gotham até que um zé de chinelo da máfia jogou ácido no seu rosto durante um julgamento, mudando para sempre o seu destino. Assim, atores para o Duas-Caras precisam ser atores bons o suficiente para ser o próprio Batman, mas com o alívio de não precisar ter força comercial para segurar o manto. Quem já viu Guerreiro, vai concordar que Joel Edgerton tem potencial para o papel.

Opções B e C: Armie Hammer (A Rede Social) e Gerard Butler (300). Enquanto Gerard Butler faria o papel mais clássico do Duas-Caras, o Armie Hammer seria um Harvey Dent mais jovem. Talvez até mesmo seguindo a linha do Harvey Dent do Nolan, agindo ao lado do Batman (quem sabe como uma espécie de ‘melhor amigo’ de Bruce Wayne?). Seria interessante talvez recontar a sua origem nos próximos filmes.

supercasting-batman-penguim

Willie Garson – Pinguim

Aí está uma escolha que eu acredito ser polêmica. 99% das pessoas gostaria de ver o ator Philip Seymour Hoffman (Moneyball – O Homem Que Mudou o Jogo) no papel. Eu próprio gostaria de ver. Mas como todo mundo quer o ator vivendo o corrupto vilão, eu prefiro mudar e sugerir outro alguém. O Pinguim é o típico vilão do Colarinho Branco. Ele quase nunca vai preso porque o Batman quase nunca consegue provar nada contra ele. E por que não escolhemos alguém com experiência em White Collar? O ator Willie Garson vive o Mozzie na série do USA e é um dos destaques da série. Eu acredito que ele encaixaria bem no papel.

Opções B e C: Alfred Molina (Homem-Aranha 2) e Bob Hoskins (Uma Cilada Para Roger Rabbit). Alfred Molina é um ótimo ator, mas já viveu um vilão de um super-herói. E da Marvel ainda! Não dá pra colocar em primeira opção depois dessa. E Bob Hoskins parece demais com o Danny DeVitto.

supercasting-batman-poison-ivy

Alicia Witt – Hera Venenosa

A Hera Venenosa é uma das poucas vilãs super-poderosas do Batman. Talvez seja por isso mesmo que ela seja uma das mais perigosas e uma das que tinha menos chance de aparecer nos filmes de Christopher Nolan. É também pouco provável que ela acabe encarando um filme sozinha, então apostar numa atriz experiente, mas com pouca fama como Alicia Witt parece ser uma boa opção.

Opções B e C: Eva Green (007: Casino Royale) e Rachel Nichols (Continuum). As duas são opções mais “familiares” aos fãs, mas igualmente talentosas.

supercasting-batman-catwoman

Gemma Arterton – Mulher-Gato

Anne Hathaway foi uma ótima Mulher-Gato. Michelle Pfeiffer também. Tentar substituir as duas será uma missão dificílima para qualquer atriz que seja escalada para assumir o papel da ladra de Gotham. Pessoalmente, a minha escolha número 1 seria Scarlet Johansson. Porém, ela já viveu a Viúva Negra em Os Vingadores, o que acaba sendo um papel mais ou menos parecido com a Mulher-Gato. Assim, sobra para Gemma Arterton, que eu julgo ser a atriz mais competente para ser a próxima Selina Kyle.

Opções B e C: Eliza Dushku (Dollhouse) e Alison Brie (Community). Duas atrizes oriundas da TV e duas atrizes que merecem uma oportunidade para provar o seu valor nas telonas.

supercasting-batman-mr-freeze

Lance Reddick – Sr. Frio

Desde a desastrosa aparição de Arnold Schwarzenegger como o vilão gelado em Batman & Robin, o Sr. Frio acabou entrando na geladeira (tum dum psst) dos vilões do Batman. Com uma das histórias mais trágicas de Gotham City, o Dr. Victor Fries pode ser muito bem interpretado por Lance Reddick, de Fringe.

Opções B e C: Ben Kingsley (A Invenção de Hugo Cabret) e Peter Weller (RoboCop). O primeiro é um dos melhores atores atuais, mas já será o vilão de Homem de Ferro 3. O segundo estará em Gotham em breve, só que do lado certo da força. Weller dublará o Batman da animação baseada em Batman: O Cavaleiro das Trevas.


E por hoje é só. Ainda faltaram muitos personagens para serem escalados. No time dos vilões, por exemplo, ainda temos o Bane, o Ra’s Al Ghul, a Talia Al Ghul, o Silêncio, o Szasz. Nos outros coadjuvantes, ainda teremos a Vicki Vale, o Lucius Fox, os outros policiais de Gotham. Realmente a mitologia do Morcego é gigantesca. E pra você? Quem deve interpretar o Cavaleiro das Trevas nos cinemas?


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários