SuperCasting – Fullmetal Alchemist

Leandro de Barros

  segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Coluna /// Sala9 Sala9

SuperCasting – Fullmetal Alchemist

Se, de repente, Hollywood decidisse fazer um filme live-action de Fullmetal Alchemist, de Hiromu Arakawa? Quem deveria dirigir o filme? Quais atores viveriam os Irmãos Elric? E quem seria Roy Mustang?

Depois de um longo e tenebroso inverno, nada melhor pra ilustrar esse ensolarado (até demais) mês de janeiro com a volta do SuperCasting, a coluna que ninguém lê, ninguém comenta e ninguém curte aqui do Supernovo.

Mas tudo bem, algum dia vocês apreciarão a magnitude e beleza dessas palavras. Acho…

Sem mais delongas, vamos lá para o casting de hoje. Dessa vez, iremos audaciosamente onde só alguns já foram e ousaremos ao tentar indicar um elenco para a adaptação cinematográfica de um mangá. Pois é, a estética visual dos quadrinhos japoneses dificulta (e muito!) adaptações de obras de lá, principalmente quando Hollywood tenta se meter nesse negócio. Não consigo lembrar de cabeça de algum mangá que tenha virado filme em Hollywood que não tenha ficado ruim.

Ou seja: o desafio de hoje é alto, pois nós faremos o SuperCasting de Fullmetal Alchemist. Preparem-se e vamos lá!

Diretor

casting-will-gluck-diretor

Will Gluck – Diretor

Peraí, peraí… você já começa colocando um diretor de comédia romântica pra dirigir Fullmetal? Eu espero sinceramente que você passe por dificuldades financeiras e seja obrigado a aceitar ser cobaia de um novo medicamento para a cura da frieira, que te dará uma mutação genética te transformando num super-vilão que será derrotado pelo Lanterna Verde do Ryan Reynolds!

Calma aí, amiguinhos. Faz tempo que não rola um SuperCasting por aqui, então eu entendo que vocês falhem no protocolo. Primeiro vocês lêem as besteiras que eu escrevo e depois vocês me xingam. Agora, vamos explicar essa escolha maluca. Se vocês olharem a carreira de Will Gluck, verão que ele tem três filmes como diretor: Pelas Garotas e Pela Glória (onde ele também escreve o roteiro), A Mentira (com Emma Stone) e Amizade Colorida (também com roteiro dele). Em comum, nós temos filmes que possuem seu principal atrativo justamente na relação e no crescimento/desenvolvimento dos seus personagens. E, vejam só, essa é justamente uma das partes mais legais de Fullmetal Alchemist! Nós não precisamos de um Michael Bay pra dar ação ao longa, nós podemos contratar a ILM pra coreografar as lutas e os efeitos. Nós não precisamos de alguém super-criativo pra bolar uma história ou uma ambientação legal, a Hiromu Arakawa (criadora do mangá) já fez isso. Nós precisamos de alguém que não apareça mais que o filme e que foque justamente no que faz de Fullmetal um mangá superior à média (pelo menos na minha opinião). Ou seja: nós precisamos que Will Gluck seja o que Marc Webb não foi (mas poderia ter sido) para O Espetacular Homem-Aranha.

Elenco

casting-jamie-bell-edward-elric

Jamie Bell – Edward Elric

Começando pelo nosso protagonista tampinha, Edward Elric, o Alquimista de Aço. Olhem pra cara de Jamie Bell e digam se ele não daria um bom Edward se tivesse o cabelo comprido? Tudo bem que os dois principais filme da carreira dele se resumem à uma animação (que é ótima!) e um filme de balé que ele fez há 12 anos atrás (mas que rendeu um BAFTA pra ele), além de um clipe do Green Day que passava o tempo todo na MTV, mas eu não direi que Bell é um ator ruim. Não consegui achar alguém no IMDB que encaixe melhor no papel.

casting-jonah-hill-alphonse-elric

Jonah Hill – Alphonse Elric

Agora, por que eu me dei ao trabalho de escalar um ator pro papel de uma armadura que seria feito com captura de movimentos? Não sei. Só sei que eu imagino que, se tivesse um corpo, o Elric mais novo seria a cara do Jonah Hill. Assim, dá pra arriscar colocá-lo fazendo a captura de movimentos e a atuação do personagem, principalmente depois que ele deu uma emagrecida.

Agora, se vocês fazem questão de uma escolha que “encaixe” melhor no papel, fiquem com Josh Hutcherson (Jogos Vorazes) – que é sempre citado como Edward em fancastings – ou com Maxey Whitehead, que dubla o personagem na versão americana da animação. Aí não tem como errar, né?

casting-teresa-palmer-winry

Teresa Palmer – Winry Rockbell

Essa deu trabalho de escolher. Primeiro porque ela tem um conjunto de características que mais complicam do que facilitam a escolha: tem de ser nova, loira, alegre (perdemos Taylor Momsen), não complicar na atuação (perdemos Gemma Ward), aparentar a mesma idade do Jamie Bell (perdemos a Dakota Fanning) e não pode ser uma escolha que todo mundo faz (perdemos AnnaSophia Robb). Quem sobra? Só lembrei mesmo de Teresa Palmer.

Se vocês fazem questão de alguma outra escolha, eu citei mais quatro no parágrafo anterior.

casting-linda-hunt-pinako

Linda Hunt – Pinako Rockbell

C’mon, sério que a imagem não é justificativa suficiente? Além de levar o papel  muito bem fisicamente, Linda Hunt ainda é uma atriz muito boa e que faz um papel sensacional em NCSI: Los Angeles, um desses genéricos policiais que os americanos curtem. Ter a atriz vivendo a avó de Winry seria um ganho incrível pro projeto.

Não temos outras opções, claro.

casting-james-mcavoy-roy-mustang

James McAvoy – Roy Mustang

Se vocês olharem atentamente pros personagens de Fullmetal Alchemist, notarão que a maioria deles é de etnia caucasiana. Porém, se você olhar para Roy Mustang, o Alquemista das Chamas, notará traços orientais no personagem, apesar dele ter nascido no mesmo país dos outros e não ter nada na sua biografia (pelo menos que eu me lembre) que justifique essa mudança. Então, ao invés de procurar por um ator oriental, eu decidi escolher um europeu mesmo, já que Roy é um dos personagens favorito dos fãs e usar um nome conhecido é sempre bom em termos de marketing e etc.

Assim, eu limitei a escolha em dois atores: James McAvoy, o Professor Xavier de X-Men: Primeira Classe, e Joseph Gordon-Levitt, o John Blake de Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge. Escolhi o primeiro porque o segundo está em todo lugar, cogitado para todos os papéis possíveis ultimamente.

casting-anna-torv-riza-hawkeye

Anna Torv – Riza Hawkeye

Anna Torv é uma atriz competente e que consegue fazer cenas de ação tranquilamente. Afinal, ela aguentou bem a liderança de Fringe por alguns anos. Aliás, o papel dela na série de ficção científica tem algumas semelhanças com Riza Hawkeye, oficial do exército de Amestris. Talvez ela seja um nome “pesado” demais pra uma coadjuvante do filme, mas eu preferi colocar alguém assim no papel de Riza (que possui mais chances de ser melhor desenvolvido nos cinemas) e deixar os outros membros do esquadrão de Roy Mustang sem ator.

É óbvio que seria bem legal poder escolher um ator classe A de Hollywood pra cada personagem do mangá, mas não é assim que funciona. Dessa forma, eu prefiro optar por escolher um ator de nome para um personagem com mais chances de render bem num filme do que muitos “desconhecidos”. /desculpa esfarrapada pelo fato de ter ficado com preguiça de pensar em atores pros outros membros do esquadrão.

casting-jon-hamm-fuhrer-bradley

Jon Hamm – Fuhrer King Bradley

O Fuhrer King Bradley, chefe máximo do Exército de Amestris e (por consequência) líder do país, não só é um cara tão foda, mas tão foda, que ele tem o título de Fuhrer (algo como “líder” em alemão), um título que foi usado por Adolf Hitler (e que tem uma história bacana, que você pode ler aqui), como ele também tem “King” no nome. O nome dele é King mesmo. Ou seja, ele é o Fuhrer Rei Motherfucker Badass Mestre Pokémon Garurumon Criador de Jujubas Líder Supremo Bradley. Assim, ele precisa de um ator à altura pro papel.

De cara pensei em nomes como os de Pierce Brosnan, Josh Brolin, Liam Neeson, Tom Selleck e até mesmo Tom Cruise. O primeiro eu tirei da lista por medo de ser chamado de “coxinha” nos comentários. Cortei Tom Cruise porque eu acho que ele ainda está novo demais pro papel (embora pareça bastante em Jack Reacher). Tirei o Liam Neeson porque ele está em praticamente todos os outros filmes do universo (e planejo utilizá-lo em outro SuperCasting em breve). Foi então que eu fiquei com uma dúvida tremenda entre Brolin e o glorioso Magnum. Cheguei a fazer imagem dos dois e pensei em indicar os dois mesmo, quando eu lembrei que o Jon Hamm existe e resolvi ir com ele. Mas qualquer um dos outros citados iria bem no papel (talvez o Tom Cruise precise envelhecer uns 10 anos e deixar a Cientologia de lado ainda…)

casting-christina-hendricks-lust

Christina Hendricks – Lust

Qual atriz de Hollywood é mais capaz, hoje, de interpretar a personificação da luxúria do que Christina Hendricks? Megan Fox? Scarlett Johansson? Angelina Jolie? Agora, de verdade, qual delas encaixa melhor no papel de Lust do que a atriz de Mad Men? Pois é, sem mais, Meretíssimo.

Para fins informativos, eu cheguei a considerar Adrianne Palicki (a “Mulher-Maravilha-Que-Não-Foi”) e Bérénice Marlohe (007: Operação Skyfall) pro papel. Mas foi só pra dizer que tinha mais de uma opção.

casting-ezra-miller-envy

Ezra Miller – Envy

Uma curiosidade: eu ainda não tenho certeza se o(a) Envy é um menino ou uma menina. Essa falta de capacidade de discernimento sobre o gênero de um indivíduo é um dos problemas que mais constrangimentos pode causar ao ser humano moderno. Pelo menos é o que afirma um futebolista brasileiro que ficou famoso de verdade quando um transeunte aleatório gritou o seu nome durante a matéria de um programa de humor genérico brasileiro. Em minha defesa, Envy é um dos personagens mais andróginos (existe “mais andrógino”?) que eu já vi, só perdendo o troféu de Miss/Mister Andrógino Japonês para o(a) Kuja, de Final Fantasy IX. Além disso, tecnicamente ele é um homúnculo e a personificação de um pecado, então eu realmente não acho que exista uma diferenciação nisso aí. Além dele poder mudar de forma, o que o faz basicamente poder ser menino e menina.

Enfim, estou divagando demais e esse assunto não tem nada a ver com o fato de eu ter escolhido Ezra Miller pro papel. Se tivesse, eu tinha escolhido a Lady Gaga, né amigos? Miller mandou muito bem em Precisamos Falar Sobre Kevin e no recente As Vantagens de Ser Invisível. Uma outra escolha interessante seria Nicholas Hoult, de Skins e X-Men: Primeira Classe

casting-matt-lucas-gluttony

Matt Lucas – Gluttony

C’mon, sério que a imagem não é justificativa suficiente? [2]

Não, sério mesmo. Olhem pra imagem e me digam que Matt Lucas não tem cara de um obeso maníaco e assassino. Talvez ele até mesmo seja um obeso maníaco e assassino. Pra ter certeza, só precisamos confirmar se ele já passou da faixa de “gordinho” pra “obeso”…

Não pensei em mais ninguém pro papel porque NÃO EXISTE OUTRO SER HUMANO CAPAZ DE SER O GLUTTONY.

casting-zachary-quinto-greed

Zachary Quinto – Greed

Mais uma escolha complicada. Inicialmente, não há muito o que pensar: Zachary Quinto é um bom ator, parece o personagem e faria um bom papel no longa. Escolha perfeita, certo?

Mas então, nós olhamos pro resto do elenco e vemos que já escolhemos Ezra Miller e Matt Lucas. Com Zachary Quinto, nós temos a Santíssima Trindade dos Atores com Cara de Maníacos, de acordo com este que vos fala. Provavelmente há uma lei que proíbe juntar esses caras num set de gravações só. Por exemplo, eles não deixam o Coringa, o Charada e o Duas-Caras juntos no Arkham. Eles sabem que vai dar merda.

Aí eu comecei a pensar num substituto e cheguei no nome de Eli Roth (Bastardos Inglórios), que eu rapidamente descartei. Se Zachary Quinto parece um maníaco (assim como os outros), Roth É um maníaco e certamente incentivaria os outros dois a matar todo o elenco e a equipe de produção, enquanto ele filmava tudo e lançava no cinema com o título de A Filmagem Mortal. Perante esse cenário, eu prefiro escolher o Zachary Quinto mesmo. No pior caso possível, eu ainda consigo filmar Morte em Hollywood com um elenco estrelar e publicidade grátis.

casting-the-rock-scar

Dwayne “The Rock” Johnson – Scar

C’mon, sério que a imagem não é justificativa suficiente? [3]

Eu tinha até tentado fazer a cicatriz no Photoshop pra provar o meu ponto, mas eu deixei o The Rock estranhamente parecido com o Coringa do Heath Ledger. Acho que vocês terão de avaliar por essa imagem aí mesmo.

casting-ling-aaron-yoo

Aaron Yoo – Ling

Esse sim tinha de ser um ator oriental, já que o personagem é de outro país e tudo mais. Como meu conhecimento de atores orientais praticamente se resume à Jet Li, Jackie Chan, Bruce Lee, Tony Jaa, Ken Watanabe, Tadanobu Asano, John Choo, Ken Leung, o cara que faz o L no filme do Death Note, o cara que faz o Kira no filme do Death Note, o cara que faz o Kenshin no filme de Samurai X e “o japinha de Quebrando a Banca”, é difícil formular uma escolha consciente nesse papel.

Assim, fiquei em dúvida entre Ken’ichi Matsuyama (o L) e “o japinha de Quebrando a Banca”. Como “o japinha de Quebrando a Banca” fala inglês fluentemente (provavelmente pelo fato dele ter nascido nos EUA), acho que é a escolha mais fácil.

casting-ellen-wong-lan-fa

Ellen Wong – Lan Fan

C’mon, sério que a imagem não é justificativa suficiente? [4]

Além disso, “a japinha de Scott Pilgrim” é a única atriz oriental que eu lembro de falar inglês fluentemente. Suspeito que o fato dela ter nascido no Canadá colabore com isso. Dessa maneira, Erika Toda (a Misa-Misa), Emi Takei (Kaoru) e a Chiaki Kuriyama (a Gogo Yubari) saem perdendo. Aliás, eu não poderia ter a cara de maníaca da Kuriyama no filme por motivos citados acima.


Bem, acho que terminamos. Citei os personagens mais recorrentes no mangá e deixei alguns muitos outros pra trás. Honestamente, eu duvido que vejamos um longa de Fullmetal Alchemist em Hollywood e duvido mais ainda que esse filme que nunca existirá terá um elenco tão grande assim. Se ajuda a engolir tantos nomes, pense numa franquia e que eu já pensei nos atores pra todos os filmes.

Agora é com você: concorda com alguma escolha? Discorda? Quer apenas dizer que eu sou otário e que é melhor eu ter cuidado quando sair na rua, porque você está a minha procura? Acha que eu sou o cara mais legal e engraçado do Universo (não precisa comentar isso, mãe)? Comente abaixo!

Outros SuperCastings

Sobre » Sala9

Sala9 é a nossa coluna sobre cinema. Mais do que notícias ou comentários, aqui você lerá opiniões e artigos falando sobre diferentes pontos da Sétima Arte, com aquela puxada de sardinha pro nosso lado mais pop.

Afinal, pra onde você vai quando quer falar de cinema? A gente vai pra Sala9.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários