Crítica As Aventuras de Tintim: O Segredo de Licorne

As Aventuras de Tintim: O Segredo do Licorne estréia dia 20 de janeiro no Brasil. O filme é fruto de uma parceria entre Steven Spielberg e Peter Jackson.

Eder Augusto de Barros
edaummm

  quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Até que enfim os cinemas brasileiros receberão Tintim, como o filme não tem grandes defeitos, começarei este texto com o mais grave deles todos, o tempo que levou para o filme chegar aos cinemas brasileiros. Um personagem que fez imenso sucesso no nosso país no ínicio dos anos 90, as notícias sobre o longa invadiram as mídias, e não só porque o filme era do Spielberg e Peter Jackson, mas sim porque era o Tintim. Se você tem entre 20 e 30 anos, cresceu vendo Tintim e aguardava por isso há anos, não é?

O filme estreou na Europa em Outubro de 2011, foi quando eu tive a oportunidade de ver o filme, demorou para chegar na América, mas também não precisava demorar assim tanto. Os EUA receberam o longa em Dezembro, e o Brasil é o último a receber, como sempre, quase 3 meses após o lançamento lá fora.

Peter Jackson e Steven Spielberg em parceria nos trazem as aventuras do repórter Tintim criado em 1929 pelo belga Hergé, e que foi escrito e ilustrado pelo próprio até 1983 quando faleceu, em 1991 foi criada uma série animada de tv, aquela que víamos na TV Cultura, e que duraram 3 temporadas.

O filme é estrelado por Jamie Bell como Tintim, o repórter intrépido jovem cuja incansável busca de uma boa história empurra-o para um mundo de muita aventura. O filme é adaptado de duas obras de Hergé “The Secret of the Unicorn” e “Red Rackham’s Treasure“, usando o título do primeiro.

Confesso que no primeiro rumor sobre um possível filme eu gostaria de ver um live action, talvez estrelado por Daniel Craig, tirando o fato de ele já ter muito mais idade que Tintim, mas era a primeira imagem que me vinha a cabeça. Logo após o anuncio de que seria uma animação em 3D eu torci o nariz para o longa. Ok, era o Spielberg e o Jackson, mas e daí? Acham certo fazer um filme desses para criança? Santa ignorância a minha, hoje eu entendo o porque da escolha e insistência de Spielberg. O visual está maravilhoso, um 3D impecável, e apesar de ser bem realista, tem os traços característicos de Hergé, que deixam a obra ainda mais especial.

[nggallery id=”953″ override_thumbnail_settings=”1″  thumbnail_width=”700″ thumbnail_height=”400″]

O filme tem um ritmo de aventura alucinado, você quase nem tem tempo de respirar, é como se você estivesse o tempo todo na cola de Tintim em busca de novas pistas para resolver o caso. Não existem aqueles cortes entre os núcleos de personagens, o que era característico do desenho animado também [a falta de cortes]. Você realmente sente que está vendo aquele desenho animado na TV Cultura, porém mais longo, mais caprichado, e com um melhor visual.

A captação de movimentos está ótima, como em todos os filmes que envolvem a parceria Peter Jackson e Andy Serkis. O 3D como eu já disse está impecável, você não tem dores de cabeça, uma boa profundidade, tudo na medida certa e sem exageros. O mesmo vale para a trilha sonora.

Um conselho, tente ver o original em inglês com legendas. Aqui em Portugal lançaram em 3 versões para os mais saudosistas, o original em inglês, o dublado em português, e o dublado em francês (que é a língua original do Tintim). A dublagem em português não ficou boa pelo que eu vi em trailers, em português do Brasil também não ficou nada de especial, por isso se tiver a oportunidade, escolha inglês com legendas.

Fechando a loja, eu diria com muita certeza que se você tem entre os 20 e 30 anos de idade, precisa ir ao cinema, é uma obrigação, faça isso pelo bem de sua vida. O filme é ótimo, o visual é ótimo, a produção é ótima, mas o marketing nacional foi uma merda com esse atraso todo, enfim, nem tudo é perfeito.

As Aventuras de Tintim: O Segredo do Licorne estréia dia 20 de janeiro no Brasil e conta com Jamie Bell, Daniel Craig, Andy Serkis, Simon Pegg, Nick Frost, Gad Elmaleh, Toby Jones e Mackenzie Crook no elenco. O filme é fruto de uma parceria entre Steven Spielberg e Peter Jackson.


Comentários