Tim Burton queria que o dublador do Chucky fosse o Coringa nos cinemas

Em 1989, a Warner lançava nos cinemas pelo mundo o longa Batman, dirigido por Tim Burton. Nele, vimos o Cavaleiro das Trevas pela primeira vez nos cinemas, interpretado por Michael Keaton. Seu vilão, como não poderia deixar de ser, foi o Coringa – na época, interpretado por Jack Nicholson.

Sem discutir os méritos ou desméritos do longa, não dá para negar que a interpretação de Jack Nicholson para o Coringa foi algo que ficou guardado nos corações de todos os fãs do Príncipe Palhaço do Crime. Porém, porém, quase que Nicholson não esteve no longa.

Isso porque, inicialmente, o preferido de Tim Burton para o papel do Coringa era Brad Dourif, o dublador do Chucky (mas também conhecido por ser o Língua Negra de Mordor em O Senhor dos Anéis, entre outros papéis).

"Já dançou com o demônio sob a pálida luz do luar?"
“Já dançou com o demônio sob a pálida luz do luar?”

Durante o painel comemorativo dos 25 anos do primeiro filme do Chucky na New York Comic-Con, o ator e dublador revelou que Tim Burton o encontrou em um avião e ofereceu o papel do Coringa pra ele. Considerando que Dourif é um ator talentoso, possui um visual que serviria bem ao Coringa e também tem a risada necessária para o vilão do Batman. Duvida? Dê o play abaixo:

Se ele era uma escolha tão boa assim, por que não deu certo? De acordo com Dourif, a própria Warner vetou a presença do cara no filme (embora ele não tenha dito o motivo). No fim das contas, não dá muito para lamentar, porque Jack Nicholson fez um ótimo trabalho no filme. Mas agora com um novo Batman, se alguém estiver procurando por um novo Coringa, quem sabe?

Aliás, vale lembrar também que o nome de Brad Dourif foi cogitado para o elenco de Batman Returns. Burton queria que ele fosse o Espantalho no longa, mas eventualmente o personagem foi retirado do roteiro do filme e a colaboração não aconteceu.

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...