Sniper Americano, de Clint Eastwood, estreia nos EUA com bilheteria recorde

No dia 15 de Janeiro, uma quinta-feira, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas anunciou os indicados ao Oscar 2015. Uma das surpresas da lista foram as 6 indicações que o filme Sniper Americano, dirigido por Clint Eastwood e estrelado por Bradley Cooper, recebeu. Um dia depois, na sexta-feira (16/01), o longa estreou comercialmente nos EUA e… bem, os números falam sozinhos.

O longa de Eastwood arrecadou cerca de $90 milhões de dólares durante o seu fim de semana de estreia na Terra do Tio Sam, um resultado digno de um blockbuster de grande porte – na verdade, uma estreia dessas é maior do que a estreia de filmes como Thor: O Mundo Sombrio ($85 milhões de dólares), O Hobbit: Uma Jornada Inesperada ($84 milhões de dólares), 007: Operação Skyfall ($88 milhões de dólares), Velozes e Furiosos 5 ($86 milhões de dólares) e outros grandes lançamentos midiáticos.

O resultado marcou o novo recorde de bilheteria durante o mês de Janeiro, um mês tradicionalmente fraco em termos de bilheterias, já que é o mês em que as distribuidoras soltam seus filmes de menor perfil e re-lançam indicados ao Oscar. Esse resultado também coloca Sniper Americano como a maior bilheteria entre os indicados à Melhor Filme no Oscar 2015.

E como o longa conseguiu esse resultado tão expressivo? Bem, vários fatores tem de ser considerados. Para começar, o tema do longa é muito atraente para o público ianque: o maior sniper do exército americano tem sua história contada por um diretor gabaritado e condizente com o tema, além de ser protagonizado por um dos queridinhos dos EUA. Além disso, o filme teve uma campanha de marketing bem sólida, além de ter recebido esse grande boost com suas indicações no prêmio da Academia.

Sniper Americano só estreia no Brasil no dia 19 de Fevereiro.

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...