Ryan Reynolds volta a falar sobre o filme do Deadpool

Leandro de Barros

  quarta-feira, 20 de março de 2013

Ryan Reynolds volta a falar sobre o filme do Deadpool

Ator diz que a Fox continua receosa com o filme, mas Mark Millar promete um grande anúncio para breve

Quem já leu, garante que o roteiro do filme do Deadpool, encomendado pela 20th Century Fox, é ótimo. Porém, o filme até agora não começou a ser produzido – com anos de geladeira.

Em entrevista ao Hey U Guys, o ator Ryan Reynolds, que está certo para interpretar o Mercenário Tagarela nos cinemas caso o filme aconteça, voltou a comentar essa enrolação com o projeto.

Depende do estúdio. Eles, eu acho, estão relutantes em apertar o gatilho em um roteiro tão ‘para maiores’. Os caras que escreveram e os produtores não querem fazer o filme caso não seja daquela maneira adulta e, você sabem, atrevida“, disse o ator.

Porém, contudo e todavia, há uma luz no fim do túnel, se você seguir meu raciocínio. Talvez você saiba, talvez não, mas há um game do Deadpool em desenvolvimento. O personagem atualmente possui uma revista mensal razoavelmente  bem vendida nos EUA, além de integrar a nova formação dos Thunderbolts. Ou seja: a moral do personagem está subindo.

Recentemente, Mark Millar (o “supervisor de filmes de heróis da Fox”), divulgou um comunicado onde ele diz o seguinte:

Vocês ouvirão sobre um anúncio muito animador nos próximos meses (se não antes), mas os assuntos mais imediatos no escritório são X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido e The Wolverine“.

Um anúncio muito animador? Tudo bem que a Fox possui os direitos de muitos personagens e pode anunciar muitos filmes ou pode até mesmo anunciar algum tipo de parceria com a Marvel (ou o elenco do reboot de Quarteto Fantástico), mas será que, TALVEZ, não seja algo do Deadpool?

Vamos ver. Parece tudo bem interessante, mas eu gostaria que ESSE cara interpretasse o Deadpool no filme:


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários