Ronda Rousey acha que ela deveria ser a Mulher-Maravilha nos cinemas

Ronda Rousey já é uma estrela consagrada do mundo do MMA e campeã invicta da categoria Peso Galo Feminino no UFC. Agora, a lutadora está pronta para invadir um outro mundinho do entretenimento, já que ela deverá ser uma das estrelas de Os Mercenários 3 (que deverá estrear ainda esse mês nos cinemas nacionais) e também de Velozes e Furiosos 7, que ficou para 2015.

Numa entrevista recente ao Tommy Toe Hold, a lutadora pegou um pouco da sua experiência no MMA para levar para a sua nova carreira; mais precisamente, a experiência sobre como provocar as adversárias. Perguntada sobre qual papel ela gostaria de ter em um filme, Rousey escolheu a Mulher-Maravilha e ainda aproveitou para não se mostrar muito impressionada com Gal Gadot:

[quote]Eles estão fazendo um filme com a Mulher-Maravilha agora, não é? Eu deveria ser a Mulher-Maravilha, cara! Aquela menina não conseguiria levantar um peso de 1 kilo, o que tem de tão maravilhoso nisso? Eu não entendo.[/quote]

Obviamente é importante notar que toda a entrevista tem uma pegada mais cômica e levar uma provocação dessas a sério é bobagem (até porque a pergunta já era humorística: “Qual filme seria muito melhor se você participasse?”), mas considerar Ronda Rousey como a Mulher-Maravilha seria algo interessante. Não dá para negar que ela teria todas as condições para fazer as cenas de ação que o papel exigiria, mas se a gente vai realmente comentar a categoria “Lutadoras de MMA que poderiam ser a Mulher-Maravilha”, acho que a escolha unânime aqui seria a Gina Carano, certo?

Da esq. pra dir.: Ronda Rousey, Gal Gadot e Gina Carano
Da esq. pra dir.: Ronda Rousey, Gal Gadot e Gina Carano

E você, nobre leitor/a? Iria preferir a Ronda Rousey ou a Gina Carano no papel, ou está bem satisfeito com Gal Gadot?

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...