Presidente da Sony Pictures pede demissão – o que isso significa para o Homem-Aranha?

Leandro de Barros

  sexta-feira, 06 de fevereiro de 2015

Presidente da Sony Pictures pede demissão – o que isso significa para o Homem-Aranha?

Sony passará por uma mudança de liderança e o Aranha será figura central disso

Amy Pascal, figura central no caso do vazamento de emails e informações dos servidores da Sony, pediu hoje demissão do cargo de presidente do estúdio, deixando um lugar vago no posto de comando de um dos mais poderosos estúdios hollywoodianos.

A polêmica que custou o emprego da executiva começou com o ataque de hackers supostamente ligados à Coreia do Norte, que vazaram milhares de documentos dos servidores do estúdio, incluindo conversas e negociações entre executivos e produtores. Através dessas conversas, descobriu-se que a Sony tinha negociado com a Marvel os direitos do Homem-Aranha e outros projetos cinematográficos, mas também iniciaram-se alguns escândalos midiáticos, com Amy Pascal fazendo piadas preconceituosas com o Presidente dos EUA, Barack Obama, e comentários sobre alguns artistas de Hollywood.

Como diz o Variety, um dos principais “abacaxis” que o(a) sucessor(a) de Pascal terá de lidar é a franquia Homem-Aranha, cujo último filme até teve um resultado interessante nas bilheterias, mas não está com uma imagem muito limpa com o público e não está rendendo o seu potencial máximo.

Atualmente, a Sony pretende expandir o Aranhaverso com filmes do Sexteto Sinistro, Venom e de uma personagem feminina ligada ao Homem-Aranha, além de filmes do próprio Cabeça de Teia. Porém, esses planos deverão ser reexaminados quando um(a) sucessor(a) for escolhido(a) – e, se os acionistas levarem em consideração a pressão do mercado e dos fãs, o(a) escolhido(a) será alguém disposto a reiniciar as negociações com a Marvel Studios, compartilhando os direitos do Aranha com a Casa das Ideias.

Atualmente, o acordo diz que a Sony produz e explora o Homem-Aranha nos cinemas como bem entender, dividindo os lucros de merchandising com a Marvel. O acordo negociado em 2014 incluía o herói participando do Universo Marvel nos cinemas, o afastamento do produtor Avi Arad da franquia e um co-financiamento dos longas, bem como a divisão dos lucros de bilheterias e outros investimentos.

Amy Pascal deverá deixar sua posição em Maio, o que não vai influenciar os filmes da Sony num futuro próximo. Seja como for, a Comic-Con 2015 promete.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários