Peter Jackson defende as críticas aos 48fps de O Hobbit

Leandro de Barros

  quarta-feira, 05 de dezembro de 2012

Peter Jackson defende as críticas aos 48fps de O Hobbit

Diretor diz que o formato não precisa ser adotado por todos e que ele fornece todo o potencial que o 3D pode oferecer

O Hobbit: Uma Jornada Inesperada já foi exibido para alguns críticos internacionais que, por sua vez, já postaram nas suas publicações as respectivas opiniões sobre o novo projeto de Peter Jackson (O Senhor dos Anéis).

O longa, por enquanto, tem dividido opiniões. Alguns críticos tecem elogios, outros batem no longa, com um alvo em especial: a tal tecnologia de filmagem em 48 frames por segundo. Normalmente, os filmes de Hollywood rodam em 24 quadros por segundo, formando uma imagem menos fluída do que “a vida real”, por exemplo. Sendo exibido em 48fps, O Hobbit se aproxima mais da visão do olho humano, mas acabou sendo alvo de críticas. Peter Jackson, diretor do longa, defendeu o formato:

Eu sou fascinado por reações. Eu estou inclinado a ver que qualquer um com menos de 20 anos não se importa ou acha que [o visual] está legal, não que eles não entendam, mas eles normalmente dizem que o 3D está realmente legal. Eu acho que o 3D à 24 frames é interessante, mas são os 48 frames que permitem de verdade ao 3D quase alcança o potencial que ele pode alcança porque causa menos cansaço ocular e permite uma imagem mais definida, que cria mais do mundo tridimensional“, disse Jackson.

O cineasta ainda explicou que a Warner Bros. foi muito compreensiva com a decisão de filmar em 48 quadros por segundo, desde que Jackson garantisse que a versão em 24fps não fosse prejudicada. Sobre o fato da tecnologia revolucionar o cinema, o diretor disse que não é a sua intenção e que os 48 frames por segundo não precisam virar “lei” a partir de agora. “Você pode filmar à 24 frames e ter sequências em 48 ou 60 frames dentro do corpo do filme. Você ainda pode continuar com os ângulos fechados e efeitos estrobocópicos. Não vai necessariamente mudar como os filmes são feitos. Se trata de apenas outra escolha que os cineastas tem e, para mim, fornece o senso de realidade que eu amo no cinema“.

O Hobbit: Uma Jornada Inesperada estréia em 14 de dezembro, com direção de Peter Jackson e com Martin Freeman, Ian McKellenHugo Weaving, Cate Blanchett, Christopher Lee, Andy Serkis, Lee Pace, Richard Armitage, Ian Holm,Stephen Fry, Orlando Bloom, Evangeline Lilly, Barry Humphries, Luke Evans e Benedict Cumberbatch no elenco.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários