Orson Scott Card responde sobre a tentativa de boicote à O Jogo do Exterminador

Leandro de Barros

  terça-feira, 09 de julho de 2013

Orson Scott Card responde sobre a tentativa de boicote à O Jogo do Exterminador

Autor de O Jogo do Exterminador fala sobre o boicote que o filme pode sofrer por causa das suas ideologias anti-gay

Ante de falar sobre o assunto de hoje, vamos lá contextualizar a informação um pouquinho.

Orson Scott Card é um escritor norte-americano que já ganhou alguns prêmios na vida. Seu principal trabalho é a série O Jogo do Exterminador, que ele iniciou com o livro homônimo lançado em 1985 e vencedor dos prêmios Hugo e Nebula, alguns dos mais conceituados em termos de literatura fantástica e de ficção-científica.

Porém, Orson Scott Card não é muito querido por aí por causa das suas posições extremistas em relação ao casamento homossexual. Cristão fervoroso, o escritor é um ativista contra o direito ao casamento por parte dos homossexuais, tendo inclusive liderado a Organização Nacional pelo Casamento, uma organização americana que “procura manter a tradicional definição do casamento como uma união entre um homem e uma mulher”. Inclusive, Scott Card já chegou a fazer algumas declarações ainda mais polêmicas em relação à homossexuais.

No ano passado, a DC Comics colocou Orson Scott Card para escrever algumas histórias na série Adventures of Superman, uma mensal digital baseada no Superman, mas as polêmicas em nome do autor geraram boicotes e a editora desistiu da ideia de incluir o escritor no título.

Orson Scott Card

Orson Scott Card

Explicado isso, vamos lá. Talvez você saiba, talvez não, mas O Jogo do Exterminador, principal livro de Orson Scott Card, ganhará um filme em breve, estrelado por Asa Butterfield (A Invenção de Hugo Cabret), Harrison Ford (Indiana Jones) e Ben Kingsley (Homem de Ferro 3).

O Geeks OUT, uma organização voltada em “promover a comunidade gay geek”, iniciou uma campanha para boicotar o lançamento de O Jogo do Exterminador nos cinemas. De acordo com a ação, “boicotando o filme, nós podemos mandar uma mensagem clara e séria à Card e aqueles que fazem negócios com a sua marca pelo ativimos anti-gay: seja lá o que ele vender, nós não vamos comprar. A comunidade geek homossexual não vai subsidiar o medo incitoso e o bullying religioso de Orson Scott Card. Nós não pagaremos para que ele nos humilhe, insulte e oprima“.

O autor de O Jogo do Exterminador e pivô da confusão, respondeu à iniciativa via o EW. Leia abaixo:

O Jogo do Exterminador se passa mais de um século no futuro e não tem nada a ver com questões políticas que não existiam na época em que o livro foi escrito, em 1984.

Com a recente decisão da Suprema Corte, a questão do casamento gay se torna discutível. A cláusula da Fé Completa e Crédito da nossa Constituição irá, cedo ou tarder, dar força legal em todos os estados à qualquer contrato de casamento reconhecido por outro estado.

Agora será interessante ver se os vitoriosos prononentes do casamento gay mostraram tolerância àqueles que discordaram deles quando o assunto ainda estava sendo debatido“.

O Jogo do Exterminador conta com Asa Butterfield, Harrison Ford, Abigail Breslin, Hailee Steinfeld, Moises Arias, Ben Kingsley e Viola Davis no elenco. A estreia está marcada para novembro. Veja o trailer!


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários