Opa, a Fox quer contratar novo diretor, roteirista e elenco para o reboot do Quarteto Fantástico

Leandro de Barros

  segunda-feira, 17 de março de 2014

Opa, a Fox quer contratar novo diretor, roteirista e elenco para o reboot do Quarteto Fantástico

Estúdio estaria tentando rebootar o reboot do Quarteto Fantástico antes mesmo do início das filmagens

quarteto fantasticoNesse fim de semana, o BleedingCool divulgou que a 20th Century Fox estaria procurando por um novo diretor, um novo roteirista e um novo elenco para o reboot do Quarteto Fantástico nos cinemas, que supostamente deveria começar a ser filmado nos próximos meses.

A publicação revela ter ouvido de dois diretores de Hollywood que eles foram contactados pela Fox se estariam interessados me assumir o comando do novo filme do Quarteto, que precisaria de um novo roteirista e novos atores.

Enquanto isso, o Screen Crush postou uma matéria dizendo que “fontes internas de alto-nível na 20th Century negaram” o artigo do BleedingCool, desmentindo a informação de que o reboot do Quarteto seria rebootado antes mesmo de começar a filmar.

Porém, aí vem mais uma reviravolta nessa história, já que o BleedingCool postou um segundo texto voltando a afirmar que o estúdio procurou sim por substitutos para Josh Trank (Poder Sem Limites) e que as suas fontes nessa história seriam dois diretores de renome que rejeitaram a oferta da Fox.

E por que a Fox iria querer substituir todo mundo?

Pra começo de conversa, o reboot do Quarteto Fantástico nunca levantou muito ânimo do público em geral pra começo de conversa – público esse que anda fascinado pelos Vingadores da Marvel e desconfiado do encontro do Batman com o Superman organizado pela Warner Bros.

O anúncio do elenco do filme, que contará com  Michael B. Jordan (Fruitvale Station) como o Tocha Humana; Kate Mara (House of Cards) interpretando Sue Storm, a Mulher-Invisível; Miles Teller (The Spetacular Now) sendo Reed Richards, o Senhor Fantástico; e Jamie Bell (As Aventuras de Tintim), que deverá ser Ben Grimm, o Coisa, também não ajudou muito. O estúdio recebeu algumas críticas nas Interwebs por causa da juventude dos protagonistas (já que o Quarteto Fantástico é tradicionalmente mais adulto nos quadrinhos da Marvel  – exceto nas histórias que se passam no Universo Ultimate da editora) e também pela diferença étnica entre os irmãos Storm (aparentemente, a Internet não conhece o conceito de “adoção” e não consegue suportar a ideia de ver alguma mudança numa adaptação de quadrinhos).

Com esse feedback negativo, a Fox talvez não teria a calma que a Warner teve quando escalou Ben Affleck como Batman e poderia sucumbir à pressão, mudando tudo que estava sendo feito – o que seria uma decisão inédita nessa história de filmes de super-heróis, já que os estúdios costumam bancar os anúncios que fazem normalmente.

Há também a chance de alguns produtores da Fox agirem por conta própria nesse contato com outros diretores, não representando necessariamente a opinião ou vontade do estúdio.

O importante é que a Fox não ceda às pressões de pessoas que não estão envolvidas com o processo criativo por trás do filme e que criticaram as decisões feitas até o momento com base em expectativas irreais e num conceito ultrapassado de “fidelidade” quando se fala de adaptações. Mudar tudo por causa de algumas reclamações na Internet seria um retrocesso brutal para o gênero de filmes de super-heróis (que efetivamente avançaram MUITO em termos de qualidade e respeito nos últimos anos). Afinal, os fãs realmente não sabem o que querem até ver o material final e esquecem qualquer mudança caso o filme seja satisfatório.

Imagem meramente ilustrativa

Imagem meramente ilustrativa

Qual a sua opinião, jovem?


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários