Olivia Wilde quer entrar na disputa para viver a Capitã Marvel nos cinemas
Jéssica Pagliai

Jéssica Pagliai
jessica.pagliai

  quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Olivia Wilde quer entrar na disputa para viver a Capitã Marvel nos cinemas

A atriz expressou seu interesse em interpretar a heroína.

Tudo começou quando um usuário do Twitter despretensiosamente sugeriu que Olivia Wilde e sua diretora no drama Meadowland, Reed Morano, entrassem em contato com a Marvel para que juntas dessem ao longa da Capitã Marvel uma dose dupla de empoderamento feminino. Foi então, que o site CinemaBlend decidiu levar a ideia para as duas e a resposta de ambas, foi positiva.

Segundo Wilde:

Sou uma grande fã de filmes de super-herói, e tenho muito respeito pelo universo cinematográfico da Marvel. O negócio com super-heroínas é que, para serem poderosas, elas são perfeitas. A ideia de um grande poder as vezes fica sem nuances. Uma diretora teria muito a dizer trabalhando em uma super-heroína que, talvez, tenha um pouco mais de complexidade.

Sobre o processo de escolha dos elencos da Marvel, a atriz comentou:

Eles têm sido espertos ao procurar atores inesperados para os papeis. Olhe o que Robert Downey Jr. trouxe ao Homem de Ferro: um senso de humor seco e real, além de complexidade para balancear sua perfeição como herói. Acho que a maneira como os personagens da Marvel são escritos, incluindo as super-heroínas, tem complexidade e nuances. Mas, quando elas são traduzidas para o cinema, as mulheres acabam virando deusas da perfeição e eu adoraria criar uma personagem da Marvel que é tão inesperada e complexa quanto os heróis masculinos. Acho que isso seria bem legal!

Kevin Feige, ao ser questionado sobre o processo de contratação da atriz que viverá a Capitã Marvel em seu filme solo, disse que tudo ainda está bem no início.

O filme da Miss Marvel, chegará aos cinemas em 3 de março de 2019.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários