“O novo Homem-Aranha tem 95% de chances de não ser branco”, diz jornalista

Leandro de Barros

  terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

“O novo Homem-Aranha tem 95% de chances de não ser branco”, diz jornalista

Repórter dá a entender que Marvel e Sony podem introduzir Miles Morales no cinema

O Meet the Movie Press é um podcast onde diferentes jornalistas especializados em cinema se encontram para discutir diversas coisas: a indústria, o jornalismo numa área de entretenimento, rumores, assuntos desse tipo.

Na sua edição mais recente, o jornalista Jeff Sneider, do The Wrap, afirmou ter detalhes muito importantes sobre a próxima versão do Homem-Aranha nos cinemas.

De acordo com o Sneider, o herói “não será branco!” na sua próxima versão cinematográfica:

Eu tenho 95% de certeza. O Homem-Aranha será, muito provavelmente, negro. Mas há uma chance de que seja latino. 95% de certeza, não branco. A Sony tem a oportunidade de bater Marvel e DC com um grande personagem dos quadrinhos negro. Como eu falei na semana passada, os e-mails que vazaram foram tidos como racistas em vários setores. Realmente, eu acho que isso pode mudar as coisas.

.

Com essas informações, a hipótese mais provável é que a Marvel e a Sony decidam esquecer a existência de Peter Parker por um momento. Com base nos emails vazados no ano passado, nós sabemos que o plano dos dois estúdios é que o Homem-Aranha seja uma franquia mais focada num público adolescente, com o herói ainda no colegial. Somando isso ao fato de que ele deverá ser “negro ou latino”, nós podemos supor que o plano é introduzir Miles Morales no Universo Marvel.

Para os menos versados nos paranauê da Marvel, Miles Morales é o Homem-Aranha do Universo Ultimate. O garoto assumiu o manto do herói após a morte do jovem Peter Parker e seus poderes são bem similares ao de Parker, com a adição da possibilidade de ficar “invisível” através de camuflagem.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários