O Homem de Aço passa dos $500 milhões nas bilheterias – previsão diz que deve chegar aos $750 milhões

Leandro de Barros

  segunda-feira, 01 de julho de 2013

O Homem de Aço passa dos $500 milhões nas bilheterias – previsão diz que deve chegar aos $750 milhões

Enquanto o filme voa nas bilheterias e arrecada mais de $500 milhões de dólares, forte concorrência deve enfraquecer o resultado final do longa

Na sua terceira semana em exibição pelos cinemas do mundo – mas não do Brasil! – o filme O Homem de Aço, com direção de Zack Snyder (300) e que leva o Superman de volta às telonas, chegou à marca de $500 milhões de dólares nas bilheterias!

Porém, alguns analistas de mercado já começam a achar que o melhor do Homem de Aço nas bilheterias já passou e que o filme não deve ir muito além dos $500 milhões de doletas. De acordo com alguns especialistas ouvidos pelo THR, a previsão é de que o longa estrelado por Henry Cavill (The Tudors) chege na zona entre os $650 milhões e $700 milhões de dólares pelo mundo todo.

Crítica do filme:

A razão dessa limitação na arrecadação seria a concorrência nervosa que o filme enfrenta nos cinemas. Atualmente, o Homem de Aço luta contra a Guerra Mundial Z, de Brad Pitt – além da recente estreia de Universidade dos Monstros. Além disso, até o fim do mês ainda temos a estreia de blockbusters como Círculo de Fogo, Wolverine – Imortal  e Red 2, além de outros filmes menores mas que também devem desviar um pouco da atenção do Superman, como Only God Forgives e Fruitvale Station (vencedor do Festival de Sundance).

Se O Homem de Aço realmente ficar nessa faixa, ele deverá se equivaler à O Espetacular Homem-Aranha, que lucrou $752 milhões de dólares no ano passado, e ficar folgadamente na frente de Superman: O Retorno, que lucrou $391 milhões de dólares em 2006.

Você já viu o novo filme do Superman? O que achou?


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários