O Cavaleiro Solitário deve dar um prejuízo de $150 milhões de dólares para a Disney

lone_ranger_ver4_xlgO Cavaleiro Solitário, novo filme de Johnny Depp e do diretor de Piratas do Caribe, estreou nessa semana nos EUA e em alguns lugares do mundo – no Brasil ele só chega na próxima sexta-feira, dia 12 de julho.

De acordo com alguns analistas e com base nos primeiros resultados do filme nas bilheterias, o longa estrelado por Armie Hammer (A Rede Social) deve dar um prejuízo de $150 milhões de dólares para a Disney.

Explicamos: oficialmente, O Cavaleiro Solitário teve um orçamento de $250 milhões de dólares e um orçamento de marketing de $175 milhões de dólares. São $425 milhões de dólares para o filme sair do papel, com uns 35% disso sendo pago Jerry Bruckheimer, diretor do filme – a Disney estava um pouco receosa de investir tanto num filme de faroeste depois do fracasso de Cowboys & Aliens e, para convencer a Casa do Mickey, o cineasta topou pagar uma parte do orçamento do próprio bolso. Com isso, especula-se que a Disney tenha pago cerca de $337 milhões de dólares para o filme sair do papel.

Na sua primeira semana de estreia, O Cavaleiro Solitário arrecadou $73 milhões de dólares, um valor relativamente baixo para tanto investimento. Desses $73 milhões, $48 milhões são referentes ao mercado americano (e $24 milhões do resto do mundo), o maior mercado cinematográfico para blockbusters de verão. Com esses dados, alguns especialistas prevêm que o filme arrecade cerca de $125 milhões de dólares nas bilheterias americanas – o que, não custa lembrar, deve representar a MAIORIA da bilheteria do filme.

Aplicando matemática e esperando que a bilheteria internacional continue representando METADE da bilheteria americana, o filme deve terminar com $187 milhões de dólares arrecadados, o que daria um prejuízo de $150 milhões para a Disney – que, lembremos, pagou algo como $337 milhões pelo longa.

Isso é muito desapontante“, falou o vice-presidente de distribuição da Disney, Dave Hollis, sobre o fracasso do longa nos cinemas. “Tudo era perfeito no papel, então os dias atuais são incrivelmente frustrantes”.

Por fim, não custa lembrar que tudo isso não passa de projeções feitas por quem entende mais do assunto do que nós – e projeções, por definição, não significam uma certeza imutável.

No elenco do filme estão Armie Hammer (A Rede Social), Johnny Depp (Piratas do Caribe), Helena Bonham Carter (Clube da Luta), Tom Wilkinson (John Adams), William Fichtner (Prison Break), Barry Pepper (O Resgate do Soldado Ryan), James Badge Dale (Shame), Ruth Wilson (Luther) e James Frain (O Conde do Monte Cristo).

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...