Michael Fassbender é a primeira opção de José Padilha para ser o Robocop

O cineasta brasileiro José Padilha foi ao estúdio do portal G1 dar uma entrevista sobre a escolha do filme Tropa de Elite 2 como o representante brasileiro na briga por uma vaga nas indicações de Melhor Filme Estrangeiro.

No meio da conversa, que você pode ver aqui, foi perguntado ao diretor sobre seus projetos futuros, nomeadamente o reboot de Robocop.

Padilha disse que atualmente está terminando os últimos ajustes no roteiro com o roteirista do filme, Josh Zetumer, e que deve encontrar com os executivos do estúdio MGM nas próximas semanas para finalizar essa parte do projeto. Depois disso, ele deve começar com o casting e a previsão é de filmar em fevereiro do ano que vem.

Aí veio o pulo do gato: o diretor já mandou dizendo que gosta muito do trabalho de Michael Fassbender, o Magneto de X-Men: First Class, e que ainda não pode dizer nada e que tem de ver a agenda dos atores e blablabla. Mas já temos um nome, certo?

Quer dizer, MAIS um nome, já que Chris Pine, o Capitão Kirk de Star Trek de 2009, é o favorito do estúdio para o papel do Robocop. Claramente surge um impasse nessa brincadeira. Enquanto Padilha aponta para um filme  “um degrau acima” do clássico dos anos 80, sem tanta explicitude na mensagem política do filme e com um Robocop vivido por um ator competente e mais experiente, como Fassbender, o estúdio quer apostar num nome mais jovem como Chris Pine, possivelmente mirando numa franquia longínqua.

Claro, é tudo especulação da minha parte, mas vocês sabem como são os executivos de Hollywood. Não desconfio nada que seja assim. Maaaaas, como disse o próprio Padilha, é muito cedo pra comentar alguma coisa. Vamos deixar as águas rolarem.

Enquanto isso, torcemos para Tropa de Elite 2 no Oscar 2012.

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...