James Marsden diz que gostaria de um filme solo do Ciclope

  Leandro de Barros  |    quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Ator diz que o personagem não foi bem explorado nos primeiros filmes de X-Men e que faria um novo filme do personagem se tivesse a chance

Um dos principais personagens da mitologia dos X-Men é o mais recente líder da equipe nos quadrinhos, o Ciclope. Porém, nos filmes da franquia, o personagem nunca chegou a ser bem explorado, perdendo destaque para o Wolverine de Hugh Jackman em quatro filmes e nem chegando a ser citado no recente sucesso X-Men: Primeira Classe.

Além dos fãs do mutante, o ator James Marsden também concorda que Scott Summers poderia ter sido melhor utilizado na telona e gostaria que o Ciclope tivesse um filme solo, como o X-Men Origins: Wolverine (só que melhor, acredito).

Eu não acho que o personagem nunca foi explorado tanto quanto eu gostaria. Talvez eu tenha ficado na parte mais jovem desses filmes. Se eu pudesse voltar a usar aqueles óculos e uniforme de novo eu gostaria de um filme onde nós aprendessemos mais sobre o personagem“, disse o ator em entrevista ao ET Online. Marsden também disse que “foi ótimo fazer parte desses filmes [da franquia X-Men], as pessoas os amaram – eu ainda sou mais reconhecido por causa deles – mas eu sinto que por causa do grande elenco num filme de 90 minutos, nunca teve tempo para dar ao Ciclope a profundidade que outros personagens tiveram. Os primeiros filmes foram a saga do Wolverine. Se eu ganhasse um dólar pra cada vez que alguém fala pra mim na rua que adoraria ter visto mais do Ciclople…“.

Alguns meses atrás, a produtora Lauren Shuler, responsável pelos filmes dos mutantes, disse que adoraria ver o Ciclope e a Jean Grey na sequência de X-Men: Primeira Classe. Por enquanto o roteiro do filme não foi confirmado, nem a participação dos personagens, mas talvez o desejo de Marsden seja realizado. Mesmo que não tenha ele no papel…


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários