Hayao Miyazaki, do Studio Ghibli, anuncia aposentadoria!

Leandro de Barros

  segunda-feira, 02 de setembro de 2013

Hayao Miyazaki, do Studio Ghibli, anuncia aposentadoria!

Diretor de clássicos como A Princesa Mononoke, A Viagem de Chihiro e Meu Amigo Totoro se aposenta em 2013

Hayao Miyazaki

Hayao Miyazaki é, sem dúvida, um dos nomes mais influentes do cinema mundial dos séculos XX e XXI. Suas direções no Studio Ghibli não só afetaram a vida dos espectadores, como influenciaram a maneira como animações são vistas e produzidas. Miyazaki é um daqueles nomes que a indústria e os espectadores sempre aguardam para ver “o que ele fará a seguir”. E o que ele fará a seguir é se aposentar.

Foi no Festival de Veneza 2013, nesse fim de semana, que Koji Hoshino, o chefe do Studio Ghibli, anunciou que Hayao Miyazaki está se aposentando, aos 72 anos.

Miyazaki decidiu que Kaze Tachuni (The Wind Rises) será seu último filme e ele irá se aposentar agora

O executivo não forneceu mais detalhes sobre a decisão do cineasta, mas garantiu que Miyazaki está preparando uma reunião oficial em Tóquio nos próximos dias para falar sobre a sua decisão.

Hayao Miyazaki começou a sua carreira como diretor no Japão em 1971, dirigindo a sensacional primeira versão animada de Lupin III, mangá de Monkey Punch (pseudônimo de Kazuhiko Kato). Foi com Lupin que Miyazaki também deu seu primeiro passo nos cinemas, com o filme O Castelo de Cagliostro.

Depois disso (e de mais algumas participações em animações pra TV), Miyazaki dirigiu alguns dos mais influentes filmes animados do Oriente durante a década de 80: Nausicaa – A Princesa do Vale dos Ventos, O Castelo no Céu, O Serviço de Entregas da Kiki e o clássico Meu Amigo Totoro.

Durante os anos 90, Miyazaki dirigiu Porco Rosso – O Último Herói Romântico e outro grande clássico: Princesa Mononoke. Foi após este último filme que o cineasta entrou num período de “semi-aposentadoria”, onde eventualmente pegou a inspiração para outro dos seus famosos filmes: A Viagem de Chihiro.

Depois do sucesso de 2001, Miyazaki apenas lançou mais dois longa-metragens (O Castelo Animado e Ponyo: Uma Amizade que Veio do Mar), tendo focado em vários curtas nesse meio tempo. Seu último projeto, The Wind Rises, estreou em Julho no Japão e foi exibido no Festival de Veneza nesse fim de semana. Comercialmente, ainda não há uma data para o projeto chegar aos cinemas ocidentais.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários