George Lucas volta a afirmar que Han não atirou primeiro em Uma Nova Esperança

  Leandro de Barros  |    sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

O ídolo maior de todos nós, só que não, voltou a chutar o pau da barraca dizendo que quem atirou primeiro na polêmica cena da Cantina de Mos Eisley em Uma Nova Esperança foi Greedo e não Han Solo

Hoje estréia nos cinemas em todo o mundo a versão em 3D de Star Wars: Episódio I – A Ameaça Fantasma. Como é comum durante estréias de filmes, os envolvidos passam por algumas sessões de entrevistas com a imprensa e tudo mais.

Quem está promovendo o lançamento do filme é o diretor George Lucas e, numa entrevista ao THR, ele voltou a chutar o balde e  deu uma nova declaração que vai colocá-lo em rota de colisão com os fãs da série novamente.

Lucas disse que, na famigerada cena do confronto entre Han Solo e Greedo na Cantina de Mos Eisley no filme Episódio IV – Uma Nova Esperança, quem realmente atirou primeiro foi Greedo e não Han Solo como a edição original do filme dá a entender. Sim, de novo essa polêmica.

Confira a declaração completa de Lucas:

O que eu tentei foi esclarecer a confusão, mas obviamente isso chateou algumas pessoas porque elas queriam que Solo fosse um assassino à sangue-frio, o que ele não é. [A cena original] foi feita toda em closes e ficou confusa sobre quem fez o que. Eu coloquei um plano mais aberto para deixar claro que Greedo atirou primeiro, mas todo mundo quer pensar que Han atirou primeiro, porque eles querem pensar que ele simplesmente abateu Greedo“.

Quem já leu alguma dos outros textos que eu escrevi sobre o glorioso George Lucas sabe que eu morro de amores pelo cara, só que ao contrário. Essa história de quem atirou primeiro já está tão batida e desgastada, que nem ânimo pra piadas eu tenho.

Veja abaixo a cena original e a cena editada e tente imaginar como um CAÇADOR DE RECOMPENSAS relativamente experiente erraria um tiro daquela distância.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários