Filme de Assassin’s Creed terá Michael Fassbender no elenco

  Leandro de Barros  |    segunda-feira, 09 de julho de 2012

Ator de X-Men: Primeira Classe e Prometheus deve ser o protagonista do filme de Assassin's Creed

Parem as máquinas!

A Ubisoft anunciou através da Variety o primeiro ator contratado para a adaptação cinematográfica de Assassin’s Creed. A franquia mais bem sucedida da empresa francesa no mundo dos games já encontrou o seu (provável) protagonista: Michael Fassbender (Bastardos Inglórios, Prometheus, X-Men: Primeira Classe).

O ator alemão assinou contrato para estrelar e co-produzir o filme, já que aquele acordo entre a Ubisoft e a Sony não deu muito certo (a Sony não vai mais produzir o filme, só distribuir). O papel de Fassbender no longa não foi anunciado, mas não é preciso ser um gênio pra sacar qual será, certo? O ator deve assumir o posto de protagonista da franquia vivendo Desmond, um homem com uma longa linhagem de assassinos na sua árvore genealógica.

Michael Fassbender foi a nossa primieira escolha. Michael é um ator extremamente esperto, talentoso, versátil e comprometido“, disse Jean-Julien Baronnet, o CEO da Ubisoft Motion Pictures.

Em Assassin’s Creed, nós vemos Desmond Miles ser sequestrado pela Abstergo Industries, uma empresa de fachada dos ancestrais Cavaleiros Templários, que desenvolveu uma máquina chamada Animus, que permite ao usuário ter acesso às memórios de seus antepassados. Como Desmond é descendente de alguns dos maiores assassinos da Ordem dos Assassinos, organização rival dos cavaleiros templários, o plano é descobrir onde Altaïr Ibn-La’Ahad, um dos maiores assassinos da Ordem dos Assassinos, escondeu um dos Pedaços de Eden, artefatos antigos de muito poder.

Assassin’s Creed não é a única franquia da Ubisoft que vai virar filme. Já existem planos para uma adaptação de Splinter Cell e até idéias para um filme de Watch Dogs.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários