Elizabeth Olsen pode estrelar o remake de Oldboy

Ainda que algumas pessoas não queiram que o remake de Oldboy, dirigido por Spike Lee, saia do papel *cof cof Pedrão cof*, eu sou um dos que acredita que sairá algo bom daí.

Vejamos, o material original é ótimo. Spike Lee pode ser um idiota (e é), mas é um bom diretor e já mostrou que pode fazer algo que faça juz à Oldboy e, para completar, a produção do filme ainda não foi atrás de nenhum ator ruim para o elenco do filme.

O protagonista, o único confirmado até agora, será Josh Brolin. Boa escolha.

O papel do vilão já foi oferecido à Christian Bale, Colin Firth e Clive Owen. Todos recusaram, é verdade (o que dá um certo receio do motivo de tanta recusa), mas pelo menos estão na direção certa.

A filha do protagonista, o principal papel feminino do filme, também já foi oferecido para a jovem Rooney Mara, indicada ao Oscar por Millennium – Os Homens Que Não Amavam as Mulheres, e para Mia Wasikoswka, de Alice no País das Maravilhas e Albert Nobbs. De novo, as duas recusaram o papel, mas não deixa de comprovar que a produção do filme está atrás das pessoas certas pra fazer algo que seja bom.

A atriz Elizabeth Olsen representa a mais nova tentativa da equipe de produção do longa de ocupar o principal papel feminino do longa.

A irmã mais nova das gêmeas Olsen começou a sua carreira como atriz recentemente, mas já chamou a atenção pela ótima performance nos filmes Silent House e Martha Marcy May Marlene.

Caso a atriz acerte com o filme, faltaria apenas acertar o ator para viver o vilão e começar a rodar o longa.

Um homem (Josh Brolin) é sequestrado e preso no dia do aniversário de sua filha e mantido em cativeiro por quize anos. Após a sua libertação, ele embarca numa obsessiva missão para encontrar a razão do seu encarceramento e logo descobre que o seu sequestrador tem planos para ele mais torturantes do que o confinamento solitário.

Oldboy, dirigido por Spike Lee, ainda não tem previsão de estréia.

via Twitch

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...