Disney perde os direitos de John Carter

Leandro de Barros

  quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Disney perde os direitos de John Carter

Edgar Rice Burroughs Inc. volta a possuir direitos da franquia e já busca parceiros para novo filme

Em 2012, a Disney acabou tendo uma das suas maiores bilheterias nos cinemas, mas um dos seus maiores fracassos também. Enquanto Os Vingadores arrecadaram mais de $1,5 bilhões de dólares pelo mundo, John Carter lucrou cerca de $284 milhões de dólares.

Parece interessante falando assim, mas quando a gente lembra que só a produção do longa dirigido por Andrew Stanton (Wall-E, Procurando Nemo) custou cerca de $200 milhões de dólares, não é uma surpresa o anúncio que veio pouco depois, com a Disney dizendo que perdeu mais ou menos $200 milhões nessa empreitada.

Por isso, nenhum de nós está surpreso por saber que a Disney liberou os direitos cinematográficos de volta para a Edgar Rice Burroughs Inc., empresa dedicada a gerenciar os direitos das obras criadas por Edgar Rice Burroughs.

Agora, é essa a empresa que pode lidar com a franquia John Carter e James Sullo, seu presidente, disse que eles já estão procurando por algum estúdio parceiro para tentar transformar a história do veterano de guerra que vai parar em Marte numa franquia.

John Carter de Marte foi o estímulo criativo por trás de clássicos cinematográficos como Superman, Star Wars e Avatar. Edgar Rice Burroughs foi o Mestre da Aventura e seus trabalhos literários continuam a agradar uma base mundial de fãs. Nós vamos procurar por novas parcerias para ajudar a desenvolver novas aventuras em filmes, como narram os onze livros que Burroughs escreveu. Essa aventura nunca acaba. Junto com o novo filme do Tarzan, em desenvolvimento com a Warner Bros., nós esperamos que John Carter de Marte se torne outra grande franquia para entreter um público global de todas as idades

Apesar de toda a animação do presidente da Edgar Rice Burroughs Inc. e da importância histórica de John Carter, é difícil ver algum estúdio investindo nesse projeto HOJE. Obviamente que em alguns anos o fracasso do filme de 2012 terá sido esquecido pelo grande público e os estúdios voltarão a ter o interesse no personagem. Hoje, tentar adquirir a franquia parece ser apenas um investimento para o futuro.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários