Diretores comentam as chances de Capitão América: O Soldado Invernal no Oscar

É inegável que alguns gêneros e subgêneros cinematográficos costumam ser ignorados pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. A ficção-científica, por exemplo, até arranca algumas nomeações, mas não costuma vencer o Oscar de Melhor Filme.

Com os filmes de super-heróis, é a mesma coisa. Não que muitos deles mereça esse tipo de destaque, mas os poucos que se separam costumam ser ignorados pela Academia.

Em entrevista ao Deadline, a dupla Joe e Anthony Russo (responsáveis por Capitão América 2: O Soldado Invernal), deram sua opinião sobre esse fenômeno:

[quote]É estranho que o gênero de filmes baseados em quadrinhos é tão comumente pensado apenas pelos seus méricos econômicos. Sim, é um gênero surpreendentemente popular e continua a crescer, e sim, o sucesso de bilheteria desses filmes pode normalmente ofuscar seus méritos, mas como Christopher Nolan provou primeiro, cinema verdadeiro e de valor pode ser atingido com o gênero. É triste que algumas pessoas, aparentemente azedas por ter de aguentar a enorme presença cultural e expectativas que até os mais medíocres e pobres exemplos desse gênero podem criar, tenham reagido por tentar rejeitar o gênero por inteiro[/quote]

A dupla ainda comparou os super-heróis de hoje em dia com os filmes da faroeste de antigamente, que na época eram vistos como produções de nível mais baixo e cujos valores só foram reconhecidos décadas depois.

Sobre as chances de Capitão América: O Soldado Invernal, a dupla minimizou o interesse da própria Marvel nesse tipo de premiações, mas garantiram que o longa não deve nada à ninguém:

[quote]Quando você olha para essas cerimônias de premiações, existe um grande processo de argumentação para esses prêmios, certo? Qual o valor de um prêmio desses para a Marvel? E por que eles deveriam gastar o dinheiro exigido para poder fazer campanha por eles? Para criar bilheteria? Eles já tem bilheteria. [O Soldado Invernal] é um filme de verdade, cinema real e possui grandes aspirações, em termos do que o cinema pode ser e pode fazer, e que tipo de experiências podemos ter. Tem toda a intenção, por parte dos seus cineastas, de atingir o público no nível mais profundo[/quote]

[vejamais]

+ sobre o Oscar 2015:

[/vejamais]

O Oscar 2015 rola no dia 27 de Fevereiro do ano que vem.

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...